Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13024
Title: Avaliação de uso de automação de testes
Authors: Almeida, Daniel Eduardo Teles de
metadata.dc.contributor.advisor: Seixas, Flavio Luiz
metadata.dc.contributor.members: Mantuan, Altobelli de Brito
Issue Date: 2019
Citation: ALMEIDA, Daniel Eduardo Teles de. Avaliação de uso de automação de testes. 2019. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Tecnologia de Sistemas de Computação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: O benefício principal da automação de testes de sistemas no ciclo de vida de desenvolvimento é a manutenção da qualidade do software entregue e a economia de tempo e esforço de testes. Como consequência, a descoberta e resolução de bugs e outros problemas de desenvolvimento é acelerada agilizando o tempo de projeto. Esta pratica gera economia com qualidade e também minimiza o fator fadiga de um trabalho muitas vezes repetitivo. Analisaremos onde a automação de sistemas geraria benefícios que compensam seu custo de desenvolvimento e tempo de projeto. Também onde existe expectativa de manutenção por meio da inclusão de novas funcionalidades e correção de falhas de um sistema que geraria a necessidade de constante de execução de regressões. Além da avaliação do tempo de projeto em relação ao de desenvolvimento das ferramentas de automação de forma a justificar a implantação da mesma. Posteriormente serão vistos também alguns casos práticos onde a automação aumentou a velocidade dos testes e garantiu qualidade na entrega. Finalmente, além de avaliar as melhorias obtidas com os métodos estudados, onde foi observado a encurtamento entre as implantações de novas versões em produção, e a redução dos tempos de teste, acelerando a busca e correção de falhas nos sistemas analisados e melhorando a visão do cliente em relação a qualidade e velocidade da entrega. Devemos entender que a automação não pretende substituir o trabalho humano, simplesmente aumentar sua eficiência, já que um julgamento humano em cima da usabilidade é indispensável e que pode ser o diferencial entre o cliente considerar um projeto como bem-sucedido ou desastroso
metadata.dc.description.abstractother: The Main benefit when considering system testing automation in the development lifecycle is the maintenance of quality delivered and the testing time and effort. This generates economy and hastens the discovery and resolution of bugs and other development problems as consequence and shortens a projects time. Those practices generate economy with quality, and also minimizes the tiring factor of a work that is in many occasions repetitive. An Analysis will be done as to where System testing automation would generate benefits that would make up its development cost and the project required time. Also, in some cases where there is the expectation of future maintaining by including new features and bug fixes generating the constant need to execute regression testing. The evaluation of the benefit of using project's time to develop the automated scenarios and tools in order to justify its implementation while guaranteeing its quality. Afterwards, a study on a couple of real cases where automation improved testing speed and guaranteed a delivery with more quality will be done. Finally, beyond looking at the improvements generated by the studied methods, where more versions were deployed to production more often, and testing speed improvements leading to faster bug-finding and bug-fixing as well as the improved customer’s perception on the software quality and delivery time. It must be understood that automation is not meant to replace human labor, only to improve its efficiency, since a human judgement on usability is irreplaceable and might be the differential between the project being successful or a disaster in the customer's view
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13024
Appears in Collections:TSC - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_DANIEL_EDUARDO_TELES_DE_ALMEIDA.pdf980.22 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons