Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13038
Title: Uso do serviço de mensagens curtas (SMS) personalizadas via telefonia móvel para a melhoria da adesão ao tratamento da hipertensão arterial sistêmica
Authors: Braz, Igor Dutra
metadata.dc.contributor.advisor: Nóbrega, Antonio Claudio Lucas da
metadata.dc.contributor.members: Cavalcanti, Ana Carla Dantas
Castro, Renata Rodrigues Teixeira de
Thomaz, Tania Gouvêa
Issue Date: 2013
Citation: BRAZ, Igor Dutra. Uso do serviço de mensagens curtas (SMS) personalizadas via telefonia móvel para a melhoria da adesão ao tratamento da hipertensão arterial sistêmica. 2013. 41 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Cardiovasculares) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2013.
Abstract: As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são definidas pela organização mundial de saúde (OMS) como as doenças cardiovasculares, as neoplasias, as doenças respiratórias crônicas e o diabetes mellitus. Estas são as principais responsáveis por morbidade e mortalidade no Brasil e no mundo, e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é um dos principais fatores de risco para as complicações cardiovasculares. Falta de aderência e pouca ou nenhuma persistência em tomar medicamentos anti-hipertensivos resulta na pressão arterial elevada descontrolada, desfechos clínicos negativos e custos evitáveis aos cuidados da saúde. Desenvolvemos uma solução baseada no uso de mensagens de texto via telefonia móvel para melhoria da adesão em pacientes com condições crônicas. OBJETIVOS: Primário: Avaliar o impacto da solução desenvolvida na adesão à medicação em pacientes hipertensos do sistema público de saúde e consultórios particulares. Secundários: Avaliar a aceitabilidade do envio de SMS como estímulo à adesão ao uso da medicação em pacientes com hipertensão arterial sistêmica e Avaliar se o envio de SMS como estímulo à adesão ao uso da medicação em pacientes com hipertensão arterial sistêmica provoca modificações nos marcadores clínicos do controle pressórico. MÉTODOS: Realizamos um ensaio clínico randomizado e controlado para análise da intervenção proposta em pacientes hipertensos que aceitaram participar do estudo. As variáveis examinadas em ambos os grupos nos momentos inicial e final foram a adesão, pressão arterial sistêmica e no grupo da intervenção medimos a aceitabilidade da intervenção. Avaliamos a adesão utilizando três métodos indiretos: Teste de Morisky-Green, avaliação do examinador e auto-avaliação. Medimos a pressão arterial de consultório com esfigmomanometro de coluna de mercúrio seguindo as diretrizes atuais. A aceitabilidade foi examinada por questionários respondidos ao final do período de intervenção e qualitativamente nas entrevistas finais. RESULTADOS: Vinte e um voluntários aceitaram participar e completaram o protocolo de pesquisa. Após análise das variáveis estudadas, a avaliação do examinador obteve melhora com diferença significativa entre os momentos inicial e final no grupo da intervenção proposta com um W de -15 e alfa < 0.05. Outras variáveis mostram tendência em melhora no grupo da intervenção, porém sem significância estatística. A aceitabilidade, definida como ao menos 75% de respostas positivas no questionário foi de 100% e todos os pacientes do grupo da intervenção desejaram continuar recebendo as mensagens após o termino do período do estudo. Apenas um sujeito do grupo controle não desejou receber as mensagens quando oferecido ao final. Não foi possível ver diferença em níveis tensionais nos voluntários. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos mostram uma tendência à melhora da adesão à medicação em pacientes que recebem mensagens de texto como lembrete, apesar de não ter encontrado diferença significativa na pressão arterial de repouso medida ambulatorialmente. Mais resultados são esperados para confirmar a hipótese de que a ferramenta melhora a adesão à medicação em outros métodos e marcadores secundários como a pressão arterial sistêmica sistólica e diastólica
metadata.dc.description.abstractother: The chronic non-communicable diseases are defined as the cardiovascular, neoplastic, respiratory diseases and diabetes mellitus by the world health organization (WHO). These are the main responsible for the morbidity and mortality in Brazil and in the world, and hypertension is one of the most important risk factors for the cardiovascular complications. Non-adherence and lack of persistence in taking the prescribed anti-hypertensive medication results at an uncontrolled elevated blood pressure, unfavorable clinical outcomes and avoidable healthcare costs. We have developed a solution based in the use of text message via mobile phones for medication adherence improvement in patients with chronic conditions. OBJECTIVES: Primary: Assess the impact of the developed solution on the medication adherence in hypertensive patients from public health system and private practices. Secondary: Assess the acceptance of the SMS as stimulus to adhere to the medication use in hypertensive patients and evaluate if the SMS results in modification of clinical markers of blood pressure control. METHODS: We conducted a randomized controlled trial for the analysis of the proposed intervention in hypertensive patients that agreed to take part on the study. The variables examined in both groups in the baseline and final moments were medication adherence, arterial blood pressure and in the intervention group we measured the acceptance of the intervention. We evaluated the medication adherence with three indirect methods: Morisky-Green test, examiner evaluation and self-evaluation. We measured the blood pressure with a mercury column sphygmomanometer according to the current guidelines. The tools used to assess the acceptance of the solution were the questionnaire at the end of the intervention period and qualitative interviews. RESULTS: Twenty one volunteers agreed to participate and completed the research protocol. After the analysis of the studied variables, the examiner evaluation was significantly better between the baseline and end moments in the intervention group with a W of -15 and alpha < 0.05. Other variables show a tendency to improve on the intervention group, but with no statistical significance. The acceptance, defined as at least 75% of positive responses on the questionnaire was 100% and all the subjects on the intervention group wanted to continue receiving the messages after the end of the study period. Only one subject from the control group did not want to receive the messages when offered by the end of the study. We were not able to find a difference in the arterial blood pressure of the volunteers. CONCLUSION: The results show a tendency for the improvement of the medication adherence in patients that received text messages as a reminder, despite not having found a difference in clinical markers as the participants’ blood pressure. More results are expected to confirm the hypothesis that the developed solution improves the medication adherence in other methods and secondary markers as the systolic and diastolic blood pressure
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13038
Appears in Collections:PPGC-CV - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IGOR DUTRA BRAZ DISSERTAÇÃO.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons