Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13089
Title: Análise da atividade dos músculos respiratórios por meio da eletromiografia de superfície durante a mensuração do índice de esforço inspiratório cronometrado
Authors: Costa, Helson Lino Leite de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Lugon, Jocemir Ronaldo
metadata.dc.contributor.advisorco: Souza, Leonardo Cordeiro de
metadata.dc.contributor.members: Cavalcanti, Ismar Lima
Melo, Paulo de Assis de
Pinto, Tulio Queto de Souza
Issue Date: 2019
Citation: COSTA, Helson Lino Leite de Souza. Análise do envolvimento dos músculos respiratórios durante a mesnuração do índice TIE empregando eletromiografia de superfície. 2019. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, 2019.
Abstract: Introdução. Pacientes com insuficiência respiratória aguda (IRpA), frequentemente necessitam da ventilação mecânica invasiva (VM). Porém, este suporte à vida pode induzir disfunção muscular respiratória. Avaliações funcionais musculares respiratórias são úteis na prática clínica. O índice de esforço inspiratório cronometrado TIE (do inglês, timed inspiratory effort), que avalia a força muscular inspiratória pelo tempo, mostrou-se eficaz na previsão do sucesso no desmame ventilatório. A eletromiografia de superfície (EMGs) é hábil ao mensurar o comportamento das diversas lojas musculares respiratórias bem como sua fatigabilidade. Objetivo. Analisar as relações mecânicas entre os grupos ventilatórios musculares acessórios e principais durante o procedimento de medida do índice TIE. Métodos. Estudo observacional prospectivo incluindo pacientes em VM aptos para o desmame. As variáveis analisadas pela EMGs foram: A raiz quadrada da média (do inglês, root mean square, RMS) para correlação com a força pelo grau de recrutamento de unidades motoras no tempo, e a frequência mediana (FM) para avaliação do potencial de fatigabilidade. Os dados foram obtidos durante o exame de mensuração do índice TIE, em três intervalos de 20 segundos. Os resultados foram comparados nos pacientes que tiveram sucesso ou falha no desmame. Valores de P<0,05 foram considerados significativos. Resultados. A eletromiografia foi capaz de identificar diferenças na geração de força pelo RMS nos pacientes com sucesso e com falha no desmame (P< 0,05). O perfil de contração muscular, recrutamento de fibras e fatigabilidade puderam ser comparadas nos grupos através da FM e da RMS (P< 0,05). Conclusão. A EMGs contribuiu para o entendimento acerca do comportamento dos músculos respiratórios durante a mensuração do índice TIE, sendo o diafragma o músculo de maior expressão dentre o grupo principal, enquanto no grupo de músculos acessórios, o esternocleidomastoideo foi mais participativo e, seus respectivos potenciais de fadiga estiveram presentes no grupo que falhou no desmame ventilatório.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction. Patients with acute respiratory failure often require invasive mechanical ventilation. Although lifesaving, it can induce respiratory muscle dysfunction. Respiratory muscle functional assessments might be useful in clinical practice. The timed inspiratory effort index (TIE), which assesses inspiratory muscle strength over time, was effective in predicting success in respiratory weaning. Surface electromyography (EMGs) can measure the behavior of the various respiratory muscle stores as well as their fatigability. Goal. To analyze the mechanical relationships between accessory and major muscle respiratory groups during the TIE index measurement procedure. Method. A prospective observational study with patients able to weaning from mechanical ventilation has done. The variables analyzed by the EMGs were the root mean square (RMS) for correlation with strength by the degree of recruitment of motor units over time, and the median frequency (FM) for assessment of fatigability potential. Data were obtained during the TIE index measurement procedure at three 20-second intervals. Were compared in patients with successful or fail during weaning from mechanical ventilation. P values <0.05 were considered significant. Results. Electromyography could identify differences on strength by RMS values in successful and failed weaning patients (P <0.05). Profile of fatigability could be compared in the groups using FM (P <0.05). Conclusion. The EMGs contributed to the understanding of the behavior of the respiratory muscles during the measurement of the TIE index, with the diaphragm being the most expressive muscle among the main group, while in the accessory muscle group, the sternocleidomastoid was more participative and its respective potentials. Fatigue were present in the group that failed respiratory weaning.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13089
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação mestrado_061219 Rev Prof Leonardo_apos arguições da banca.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons