Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13141
Title: Análise de possíveis interferentes no monitoramento terapêutico de fenitoína em pacientes do Hospital Universitário Antônio Pedro
Authors: Costa, Nicolle Martins da
metadata.dc.contributor.advisor: Saggioro, Enrico Mendes
metadata.dc.contributor.advisorco: Xavier, Analúcia Rampazzo
metadata.dc.contributor.members: Vieira, Rosa Maria Ribeiro
Chagas, Thiago Pavone Gomes
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A fenitoína, medicamento desenvolvido por Baeyer em 1861, é ainda hoje muito utilizada não somente pela eficácia no tratamento de pacientes com epilepsia e crises convulsiva e de pacientes pós-craniotomia mas também pela sua propriedade anticonvulsivante seletiva, ou seja, livre dos efeitos de hipnose ou sedação. Age, entretanto, como potente indutora das enzimas do citocromo p450 (CYP) estando associada a famílias 2C9 e 3A, o que favorece a interação medicamentosa com fármacos indutores, inibidores e/ou metabolizados por tais vias. Seu uso crônico também tem sido vinculado a osteopatia e desequilíbrios endócrinos. Em razão de todas essas possíveis interações e consequências de exposição é importante que a dose seja ajustada quando necessário e que se utilize ferramentas para fazer tal discernimento. O monitoramento terapêutico é um forte aliado para garantir a segurança do paciente, evitando que as concentrações plasmáticas do fármaco atinjam níveis tóxicos ou níveis de ineficácia. Para que ele cumpra a proposta seus resultados precisam ser confiáveis e fidedignos à real situação do paciente, ou seja, os interferentes de dosagem devem ser identificados e minimizados. O objetivo do presente trabalho é analisar quais os possíveis interferentes nas dosagens de fenitoína para fins de monitoramento terapêutico tendo como objeto de estudo pacientes do Hospital Universitário Antônio Pedro. Foi observado que muitos dos medicamentos de uso concomitante relatados como interferentes na literatura pareceram cumprir com o que é descrito enquanto outros apresentaram resultados supostamente conflitantes. As comorbidades descritas também estiveram presentes e possivelmente corroboraram os dados existentes. Grande parte dos resultados de dosagem estava fora do limite terapêutico evidenciando a existências de interferências, as dificuldades nos ajustes de dose e a necessidade do monitoramento e de maiores estudos sobre o assunto.
metadata.dc.description.abstractother: Phenytoin, a drug developed by Baeyer in 1861, is still widely used not only for its efficacy in the treatment of patients with epilepsy and seizures and post-craniotomy patients, but also because of its selective anticonvulsive properties, ie free of the effects of hypnosis or sedation. It acts, however, as a potent inducer of cytochrome p450 (CYP) enzymes and is associated with 2C9 and 3A families, which favors drug interaction with inducing, inhibitory and / or metabolised drugs by such pathways. Its chronic use has also been linked to osteopathy and endocrine imbalances. Because of all these possible interactions and exposure consequences, it is important that the dose be adjusted when necessary and that tools be used to make such judgment. Therapeutic monitoring is a strong ally to ensure patient safety by preventing the drug's plasma concentrations reaching toxic levels or levels of ineffectiveness. In order to comply with the proposal, its results must be reliable and authentic to the actual situation of the patient, that is, the dose interferents must be identified and minimized. The objective of the present study is to analyze the possible interferents in the dosages of phenytoin for the purposes of therapeutic monitoring, having as study object the patients of the Hospital Universitário Antônio Pedro. It has been observed that many of the drugs that are used concomitantly with phenytoin are known to be interfering in the literature, while others present supposedly conflicting results. The comorbidities described were also present and possibly corroborated the existing data. Much of the dosing results were outside the therapeutic limit evidencing the existence of interferences, difficulties in dose adjustments and the need for monitoring and further studies on the subject.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13141
Appears in Collections:MGB - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA VERSÃO ENTREGUE Nicolle Correções - Copia.pdf448.73 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons