Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13143
Title: Avaliação da função tireoidiana e sua relação com parâmetros morfométricos e bioquímicos do metabolismo energético de ratos com disfunção metabólica
Authors: Evangelio, Giselle Lindolfo Affonso
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Karen de Jesus
metadata.dc.contributor.advisorco: Neto, Jessika Geisebel Oliveira
metadata.dc.contributor.members: Magliano, Dangelo Carlo
Bernardes, Thais Bento
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Um distúrbio metabólico que vem em constante prevalência nos últimos anos é a obesidade, que está diretamente relacionada ao desenvolvimento de outras alterações no metabolismo, como diabetes, dislipidemia e doenças cardiovasculares. Quando esse quadro ocorre na infância acaba sendo ainda mais grave, pois a chance desses jovens se tornarem adultos obesos é maior comparada a jovens saudáveis, acarretando no desenvolvimento de complicações metabólicas de forma precoce. Diversos estudos buscam compreender melhor a relação da glândula tireoide com o desenvolvimento da obesidade, visto que os hormônios secretados por ela têm importante função para o metabolismo celular e gasto energético. Nesse contexto, os exames laboratoriais de análises clínicas são de importância primordial para se detectar alterações metabólicas, atuando tanto na profilaxia, tratamento e acompanhamento. Este estudo visa, a partir das análises clínicas veterinárias, avaliar se o modelo experimental de obesidade precoce seria capaz de gerar alterações na função tireoidiana em duas idades diferentes, e assim determinar se o modelo pode ser usado para o estudo das disfunções tireoidianas na obesidade. Para isso, foram avaliados: a ingestão alimentar, peso corporal dos animais, eficiência energética, perfil lipídico, homeostase glicêmica e concentração sérica dos hormônios tireoidianos. Aos 60 dias de idade vimos que os animais superalimentados durante a lactação apresentaram aumento da obesidade visceral, hiperfagia e alteração na homeostase glicêmica, sem alterações nos hormônios tireoidianos séricos. Aos 180 dias de idade, os animais mantiveram todas as alterações relatadas anteriormente e passaram a apresentar aumento do triacilglicerol sérico e da massa do fígado. Nessa idade observamos aumento da razão T3/T4. Observamos algumas correlações entre os parâmetros metabólicos com marcadores de função tireoidiana nos animais superalimentados, sugerindo que esse modelo possa ser usado para o estudo do impacto da obesidade precoce na função tireoidiana, contribuindo para a compreensão do desenvolvimento dessas doenças em humanos.
metadata.dc.description.abstractother: The metabolic disorder that has been steadily rising in recent years is obesity, which is directly related to other metabolic disorders such as diabetes, dyslipidemia and cardiovascular disease. When it happens in childhood is even more serious, because the chance of these youngs adults becoming obeses adults is bigger compared to healthy children, causing in the development of earlier metabolic complications. Many studies have tried to better understand the relation between the thyroid gland and the development of obesity, since the hormones secreted by this gland have an importante function for cellular metabolismo and energy expenditure. In this context, laboratory tests of clinical analysis are fundamental for the detection of metabolic abnormalities, acting both in prophylaxis, treatment and follow-up. This study aims, based on veterinary clinical analyzes, to evaluate if the experimental model of early obesity would be able to cause changes in thyroid function at two different ages, and then determine if the model can be used for the study of thyroid dysfunction in obesity. For this, we evaluated: dietary intake, changes in body weight of animals, energy efficiency, lipid profile, glycemic homeostasis and serum thyroid hormone concentration. At 60 days of age, we observed that the superlactation animals during lactation showed increased visceral obesity, hyperphagia and change in glycemic homeostasis, without changes in serum thyroid hormones. At 180 days of age, the animals maintained all the changes previously reported and started to show increased serum triacylglycerol and liver mass. At that age we observed an increase in the T3/T4 ratio. We observed some correlations between metabolic parameters with markers of thyroid function in superlactation animals, suggesting that this model can be used to study the impact of early obesity on thyroid function, contributing to understanding the development of these diseases in humans.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13143
Appears in Collections:MGB - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Giselle (Karen).pdf953.45 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons