Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13145
Title: Coloração supravital: identificação de Hemoglobina H e Cospúsculo de Heinz e sua associação com a hematoscopia
Authors: José, Camila Duarte
metadata.dc.contributor.advisor: Hye, Chung Kang
metadata.dc.contributor.advisorco: Ribeiro, Georgina Severo
metadata.dc.contributor.members: Sá, Claudio Loredo de
Pereira, Isabela Resende
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Diferentes inclusões intra-eritrocitárias podem ser observadas em casos de distúrbios hematológicos. A pesquisa dessas anormalidades morfológicas possibilita o direcionamento para a investigação de sua causa e podem estar diretamente ligadas à presença de anemias. As síndromes anêmicas podem indicar uma possível patologia e são consideradas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como um grave problema de saúde pública, onde o conteúdo de hemoglobina no sangue se encontra fora dos limites de normalidade, de acordo com idade e o gênero do indivíduo. Este estudo teve como objetivo, identificar através da coloração supravital, inclusões como, Hemoglobina H, gerada pela precipitação dos tetrâmeros de cadeias globínicas, encontradas em casos de alfa talassemia e a pesquisa de corpúsculo de Heinz. Esses corpúsculos são formados pela desnaturação da hemoglobina, devido a algum tipo de estresse oxidativo, como por exemplo, enzimopatias e toxicidade de determinadas drogas. Através dessa pesquisa, o estudo objetivou também a otimização da coloração mais adequada para esta avaliação. Foi realizado inicialmente um estudo piloto em 30 amostras, sendo 24 com presença de microcitose e hipocromia. Foram incluídas também, seis amostras sugestivas de anemias hemolíticas, selecionadas através de indicativos na hematoscopia, associados à presença de corpúsculos de Heinz. Passado o estudo piloto, foram recrutados voluntários aleatoriamente do Ambulatório de Coleta do HUAP, sem seleção por microcitose e hipocromia. Estes representaram 20 indivíduos e um voluntário foi selecionado por indicativos na hematoscopia. Todas as amostras foram coradas através de coloração supravital, com novo azul de metileno; azul de cresil brilhante e violeta de metila. Como resultado da avaliação do perfil da casuística, foi observado que seis (50%) dos indivíduos apresentavam anemia; 19 (90,5%) relataram uso de algum tipo de medicamento e 18 (85,7%) possuíam algum tipo de doença crônica. Nos resultados seletivos obtivemos positividade para Heinz em apenas uma amostra (4,8%) e para Hb H, a pesquisa foi negativa em todas as amostras analisadas (100%). A amostra positiva apresentava poiquilócitos, como bite cells que são indicadores de anemia hemolítica. Através de uma contagem manual, encontrou-se uma porcentagem de 47,7% de corpúsculo de Heinz e os índices eritrocitários vistos, foram compatíveis com um quadro de crise hemolítica. Com relação à contagem manual de reticulócitos, valores aumentados foram vistos em dois (9,5%) pacientes. Foi observado reticulocitose acentuada de 8,8% na paciente que apresentava positividade para Heinz. Não houve freqüência de Hb H nas amostras analisadas, o que pode ser devido à dificuldade de se visualizar a inclusão nas formas de alfa talassemia mais freqüentes no Brasil. A coloração mais adequada para a pesquisa de Heinz, foi por violeta de metila, entretanto, para Hb H não foi possível realizar esta análise. Concluímos então que a coloração supravital utilizada em associação com achados morfológicos da hematoscopia podem contribuir para a elucidação diagnóstica em pacientes com indicação de tipos de anemias.
metadata.dc.description.abstractother: Different intra-erythrocyte inclusions can be observed in cases of hematological disorders. The investigation of these morphological abnormalities allows the investigation of its cause and may be applied to the presence of anemias. Anemic syndromes can be a pathological indicator and are considered by the World Health Organization (WHO), as a serious public health problem, where the hemoglobin content is not present within the limits of normality, according to age and sex. This study aimed to identify, through supravital staining, inclusions such as, Hemoglobin H, generated by the chain of globin chain tetramers, found in cases of alpha thalassemia and a study of Heinz body. Corpuscles are formed by denaturation of hemoglobin, due to a type of oxidative stress, for example, enzymatic and toxicity of seeing drugs. In the same way, the study also aimed at optimizing the coloration more adequate for this evaluation. It was initially performed a pilot study in 30 samples, 24 with the presence of microcytosis and hypochromia. Six samples suggestive of hemolytic anemia were also included, selected using hematology indices, associated with the presence of Heinz corpuscles. All samples were stained by supravital stain, with new methylene blue; brilliant cresyl blue and methyl violet. As a result of the evaluation of the volunteers profile, it was observed that six (50%) of the individuals presented anemia; 19 (90.5%) reported using of medication and 18 (85.7%) had some type of chronic disease. In the selective results, we obtained positivity for Heinz in only one sample (4.8%) and for Hb H, the research was negative in all samples analyzed (100%). The positive sample had poikilocytes, such as bite cells, which are indicators of hemolytic anemia. Through a manual count, we found a percentage of 47.7% of Heinz bodies and the erythrocyte indices seen, were compatible with a hemolytic crisis. Regarding the manual count of reticulocytes, increased values were seen in two (9.5%) patients. A marked reticulocytosis of 8.8% was observed in the patient who presented Heinz positivity. There was no frequency of Hb H in the analyzed samples, which may be due to the difficulty of visualizing the inclusion in the most frequent forms of alpha thalassemia in Brazil. The most appropriate staining for Heinz's research was for methyl violet; however, for Hb H it was not possible to perform this analysis. We conclude that the supravital staining used in association with morphological findings of hematoscopy may contribute to the diagnostic elucidation in with of anemia cases.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13145
Appears in Collections:MGB - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC FINAL - Camila.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.