Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13179
Title: Colunismo político e transição negociada: a coluna do Castello e o pacto de elites no Brasil
Authors: Azevedo, Layanna Cristina Lourenço de
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Marco Antônio Roxo
metadata.dc.contributor.members: Albuquerque, Afonso de
Ribeiro, Ana Paula Goulart
Issue Date: 2013
Abstract: O objetivo desta pesquisa foi discutir a relação entre Estado e imprensa no Brasil através de um agente específico, o jornalista Carlos Castello Branco, e da análise de sua coluna política no Jornal do Brasil, a Coluna do Castello. Escolhemos como recorte parte do período de transição do regime autoritário brasileiro (1974-1979), pois partimos do pressuposto de que o colunista foi um agente de relevo na mediação entre Estado e as elites políticas comprometidas com a agenda da transição para o regime democrático. Argumentamos que a Coluna do Castello foi um espaço de interlocução fundamental para a conciliação da sociedade brasileira no sentido de uma modernização conservadora. Para sustentar nossa proposta, recorremos a um panorama sobre jornalismo e elites no Brasil, bem como a alguns princípios que nortearam certa afirmação do colunismo político como um espaço de relevância. Utilizamos igualmente um exame da trajetória de Carlos Castello Branco para compreender como o jornalista adquiriu autoridade como um especialista em assuntos políticos, se firmando como um intérprete privilegiado – o que contribuiu para o crescimento do colunismo político em si.
metadata.dc.description.abstractother: The objective of this research was to discuss the relationship between the State and Press in Brazil through an specific agent, the journalist Carlos Castello Branco, and the analysis of his political column at the Jornal do Brasil (JB, daily newspaper published by JB Editora, Rio de Janeiro, Brazil), called Coluna do Castello. We chose to study a part of the transitional period of the Brazilian autocratic regime (1974-1979), because we presuppose that the referred columnist was a relevant agent in the mediation process between the State and the political elites committed to the agenda of the transition to the democratic regime. We argue that Coluna do Castello was a fundamental interlocution space for the conciliation of the Brazilian society towards the conservative modernization. In order to sustain our proposal, we go over an overview of journalism and elites in Brazil, as well as some principles that directed the idea of political columnism as a relevant space. Ultimately, we study the trajectory of Carlos Castello Branco to understand how the journalist acquired authority as an expert in political affairs, establishing himself as a privileged interpreter - which contributed to the growth of political columnism itself.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13179
Appears in Collections:PPGCOM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_132_Colunismo político - PPGCOM.pdf1.72 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons