Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13356
Title: Tapuias e mestiços nas aldeias e sertões do norte: conflitos, contatos e práticas "religiosas" nas fronteiras coloniais (1680-1761)
Authors: Cruz, Carlos Henrique Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Garcia, Elisa Frühauf
metadata.dc.contributor.members: Lopes, Fátima Martins
Oliveira Filho, João Pacheco de
Pompa, Maria Cristina
Almeida, Maria Regina Celestino de
Moreira, Vânia Maria Losada
Issue Date: 2018
Abstract: A tese tem como recorte geográfico a região conhecida no período colonial como os sertões das Capitanias do Norte, especificamente as ribeiras do Açu (capitania do Rio Grande), Jaguaribe (Ceará) e Piancó (Paraíba) – no atual semiárido do Nordeste do Brasil. Tem início no período de conflitos entre índios e colonos conhecido na historiografia como “Guerra do Açu” (1680-1720), avançando para as experiências dos núcleos missionários até a aplicação das políticas pombalinas, com a transferência dos índios aldeados (1761). Espera contribuir ao debate histórico sobre as fronteiras internas da América portuguesa, com o conflito e a participação indígena, analisando reformulações identitárias, contatos interétnicos e trânsitos culturais praticados pelos grupos classificados como “tapuias” no processo de expansão da sociedade colonial. Questionando a interpretação restrita à fronteira de guerra, investiga relações, reformulações e interações socioculturais, especialmente trocas “religiosas”, entre grupos e indivíduos classificados nos documentos administrativos e inquisitoriais portugueses como índios, brancos, negros e mestiços.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13356
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese-carlos-henrique-alves-cruz.pdf2.64 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons