Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13434
Title: Corporeidade e conhecimento: diálogos necessários à Educação Física e à escola
Authors: Cupolillo, Amparo Villa
metadata.dc.contributor.advisor: Valle, Maria Teresa Esteban do
metadata.dc.contributor.members: Santos, Akiko
Ferraço, Carlos Eduardo
Vidal Pérez, Carmem Lúcia
Issue Date: 2007
Abstract: Este trabalho tem como objetivo colocar em diálogo dois campos postos historicamente em oposição: conhecimento e corpo. O intuito é o de possibilitar outras formas de intervenção na escola que valorizem as diferentes dimensões humanas pelas quais o conhecimento se expressa, especialmente aquela que se enuncia através da corporeidade. Tendo como palco o cotidiano escolar, busquei em situações que se apresentavam como enigmáticas - porque contraditórias e avessas à linearidade e à ordem racionais - elementos que me pudessem oferecer pontos de apoio para tensionar essa oposição, aparentemente tão sólida e verdadeira. Fundamentada na epistemologia da complexidade e mergulhada nos estudos com os cotidianos, elegi três momentos significativos vividos ao longo dos vinte anos de experiência em escolas públicas brasileiras com a disciplina Educação Física em que, do meu ponto de vista, a dicotomia corpo/mente dava mostras de fragilidade. O primeiro tem como figura central Tomás, um aluno da primeira escola pública em que trabalhei; o segundo tem como sujeitos as crianças do CAIC, escola campo para a disciplina ‘Prática de Ensino’, da qual sou responsável, do curso de graduação em Educação Física da UFRRJ; e o terceiro tem como principal personagem Daniel, um aluno da escola pública em que fiz a pesquisa de campo da tese. A partir dessas três situações, a discussão travada no estudo desloca-se da noção de sujeito conferida pela modernidade, que desconsidera a complexidade da formação e da articulação genética e cultural na constituição do humano; passa pelo exame das influências dos aparatos disciplinares no ambiente escolar, especialmente aqueles fortemente presentes no trato corporal, segundo a perspectiva de Foucault; busca nos debates mais atuais, assentados nos chamados ‘Estudos Culturais’, recursos que sinalizem a riqueza e a pertinência para o ambiente escolar da valorização e acolhimento das inúmeras diferenças de percursos e desenvolvimentos dos seres humanos; e, finalmente, com ancoragem nos trabalhos de autores que entendem o ser humano como um ‘corposujeito’ ou uma ‘menteincorporada’, busca oferecer subsídios que promovam uma desordem na concepção impermeável de conhecimento com a qual a escola vem trabalhando, permitindo maior amplitude de compreensão da complexidade do que é próprio do humano.
metadata.dc.description.abstractother: This work wishes to put in contact two fields historically took in opposition: knowledge and body, in order to possibility other kinds of intervention on school that value the human dimensions difference's by witch the knowledge expresses itself, especially those which emerges through the corporality. Basing myself on the everyday scholar, I searched on situations that presented themselves as enigmatic – because contradictories and opposites to the linearity and rational order – elements that could offer me support to stress this opposition, apparently so solid and truly. Grounded on epistemology of complexity and deeply involved with the studies of everyday, I have elected three suggestive moments experienced through the twenty years of experience on brazilian public schools with the Physic Education discipline, in witch, by my point of view, the dichotomy body/mind shows fragilities. The first has, as a central character, Tomás, an student of the first school that I worked; the second has as subjects the childs of CAIC, a ‘field-school’ for the discipline ‘Practices of Teaching’, by which I am responsible, from the graduation course on Physic Education of UFRRJ; and the third has as a main character Daniel, a student of a public school in which I did the field research of this thesis. Taking into consideration this three situations, the discussion on this study displaced from the notion of subject given by the modernity, that disrespects the complexity of the development and of the genetic and cultural aspects on the constitution of the human being; passes by the examination of the influences from the disciplinal apparatus on school environment, especially those strongly currents on the corporality treatment, following Foucault´s perspective; searches among the more actual debates, based on the ‘Cultural Studies’, elements that signalize the richness and the pertinence to the environment school of valorization of many differences of trajectories and developments of human beings; and, finally, with the supports of author's works that comprehend the human being as a ‘bodysubject’ or a ‘mindincorporated’, searches to offer subsidies that promote a disorder on the impermeability conception of knowledge with which the school is working, permitting a larger comprehension of the complexity about what is the human being.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13434
Appears in Collections:POSEDUC - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CUPOLILLO, Amparo.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons