Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13530
Title: A influência do clima organizacional em dois ambientes de trabalho da Universidade Federal Fluminense – um estudo de caso
Authors: Reis, Alexandre Bomfim dos
metadata.dc.contributor.advisor: Vieira, Soraia Marcelino
metadata.dc.contributor.members: Lanzara, Arnaldo Provasi
Issue Date: 2018
Citation: REIS, Alexandre Bomfim dos. A influência do clima organizacional em dois ambientes de trabalho da Universidade Federal Fluminense – um estudo de caso. 2018. 113 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública) - Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, 2018.
Abstract: As inovações presentes na Administração Pública, principalmente, com o advento da Administração Pública Gerencial, na década de 90, no Brasil, tem exigido do gestor público maior reflexão no uso das inúmeras ferramentas de controle e aperfeiçoamento da máquina estatal em favor da sociedade. Pode-se dizer que a Pesquisa do Clima Organizacional é importante ferramenta de diagnóstico do ambiente de trabalho e sua adoção em instituições públicas e privadas pode contribuir para identificar fatores que afetam positivamente ou negativamente a vida do trabalhador. Além disso, de posse do diagnóstico os gestores públicos poderão agir para melhorar a qualidade do ambiente organizacional. Assim, o presente estudo utiliza o modelo Rizzatti (1995) para investigar o Clima Organizacional da Escola de Governança em Gestão Pública e o da Coordenação de Pessoal Técnico Administrativo que são setores da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal Fluminense. Os resultados da pesquisa demonstram certo equilíbrio entre fatores favoráveis e desfavoráveis para o Clima Organizacional nos setores pesquisados. Destaca-se de maneira desfavorável, principalmente, a infraestrutura de apoio logístico. Evidencia-se como favorável o relacionamento interpessoal entre os servidores técnico-administrativos, conexão positiva com a chefia imediata e a satisfação em trabalhar UFF.
metadata.dc.description.abstractother: The innovations present in the Public Administration, especially with the advent of the Public Administration in the 1990s, in Brazil, have required the public manager to reflect more in the use of the numerous tools of control and improvement of the state machine in favor of society. It can be said that the Organizational Climate Survey is an important tool to diagnose the work environment and its adoption in public and private institutions can contribute to identify factors that affect positively or negatively the life of the worker. In addition, public managers can take action to improve the quality of the organizational environment. Thus, the present study uses the Rizzatti model (1995) to investigate the Organizational Climate of the School of Public Management Governance and the Coordination of Administrative Technical Personnel that are sectors of the Pro-Rectory of People Management of the Federal Fluminense University. The results of the research demonstrate a certain balance between favorable and unfavorable factors for the Organizational Climate in the researched sectors. The logistic support infrastructure is particularly unfavorable. The interpersonal relationship between the technical-administrative servants, positive connection with the immediate leadership and the satisfaction in working with UFF is shown as favorable.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13530
Appears in Collections:PROFIAP - Dissertações - Volta Redonda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Alexandre Bomfim.pdfDissertação1.37 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons