Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13801
Title: Métodos de análise de performances: uma aplicação na comparação do Brasil com demais países segundo a relação risco X taxa de juros
Authors: Alves, Thaylla Carolina Franklin
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Wilson Calmon Almeida dos
metadata.dc.contributor.members: Santos, Wilson Calmon Almeida dos
Jacobson, Ludmilla da Silva Viana
Cassiano, Keila Mara
Issue Date: 2017
Citation: ALVES, Thaylla Carolina Franklin. Métodos de análise de performances: uma aplicação na comparação do Brasil com demais países segundo a relação risco X taxa de juros. 2017. 73f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação de Estatística) - Instituto de Matemática e Estatística, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017
Abstract: A política da taxa de juros praticada pelo Banco Central do Brasil é amplamente discutida devido ao fato de ser considerada relativamente alta em comparação a outros países de economia em desenvolvimento, mesmo com a adoção do regime de metas de inflação, em 1999, com o propósito de orientar a política monetária do país. De acordo com a literatura, como, por exemplo, destacado em Reis (2016) [1], existem vários motivos que explicam este fato, inclusive o risco de inadimplência. De fato, segundo Reinhart e Rogo (2004) [2], pelo histórico de inadimplência do Brasil argumenta-se que o país, para atrair capital estrangeiro, deveria oferecer uma taxa de juros mais elevada do que a de economias semelhantes. Neste trabalho, o propósito foi medir a performance do Brasil em comparação aos demais países em desenvolvimento quanto à taxa de juros reais praticada pelo Banco Central de cada país, entre 2007 e 2015, associada a diferentes níveis de risco, e, para fins de comparação, foram utilizados os métodos de Análise Envoltória de Dados (DEA), Análise da Fronteira Estocástica (SFA) e Regressão Quantílica (proposta por Landajo et al. (2008) [3]). Foi visto que, dos países em análise, o Brasil é o que apresenta a segunda maior taxa de juros reais média, apesar de não ser considerado um dos países mais arriscados, e, baseando-se nos resultados encontrados através da implementação dessas metodologias, verificou-se que ele ocupa a primeira posição do ranking, independente do método utilizado, o que comprova que, de fato, a taxa de juros reais praticada pelo Banco Central do Brasil é relativamente alta quando comparada à dos demais países de economia semelhante.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13801
Appears in Collections:GGV - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_20172_ThayllaAlves_113054038.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons