Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13833
Title: Universidade da terceira idade: análise de aspectos subjetivos de uma politica pública
Authors: Lemos, Viviane Cecília de Lima
metadata.dc.contributor.advisor: Poll, Ana Paula
metadata.dc.contributor.members: Kronemberger, Thais Soares
Oliveira, Virgílio Cézar da Silva e
Issue Date: 2018
Citation: LEMOS, Viviane Cecília de Lima. Universidade da terceira idade: análise de aspectos subjetivos de uma politica pública. 2018. 175 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública) - Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, 2018.
Abstract: O envelhecimento populacional é um marco do século XXI, que tem ocorrido em todo o mundo, inclusive no Brasil. Por outro lado, existe um distanciamento entre a sociedade e os que envelhecem, especialmente no ocidente. Isto ocorre tanto pelo fato das perdas inerentes à velhice serem indesejadas, quanto pelo fato de o envelhecimento trazer à lembrança a proximidade com a morte. A sociedade precisa se preparar para enfrentar essa questão, sendo necessário rever estereótipos e trabalhar na construção de uma nova imagem sobre o envelhecimento. As políticas públicas são um caminho viável para esse enfrentamento, sendo que programas e associações para a terceira idade, inclusive na área educacional têm permitido a construção de novas imagens sobre o envelhecimento. O presente trabalho analisa aspectos subjetivos de um projeto de extensão denominado Universidade da Melhor Idade, criado dentro de uma Universidade Federal, na forma de uma política pública para idosos. Pretendeu-se responder o seguinte problema de pesquisa: como a implantação do curso Universidade da Melhor Idade afeta a vida dos idosos matriculados no mesmo e da Comunidade Acadêmica que receberá esses alunos, considerando a percepção dos atores sociais envolvidos? A revisão de literatura permitiu entender os conceitos de Envelhecimento demográfico e social; Políticas Públicas, sobretudo para idosos; e conhecer mais sobre os Programas e Associações para a Terceira Idade, inclusive o papel das Universidades da Terceira Idade. O estudo de campo foi o método escolhido, adotando-se abordagem qualitativa e interpretativa. A coleta de dados envolveu observação participante, entrevistas semiestruturadas, grupo focal, análise documental e questionários. Em resposta ao problema proposto, o curso propiciou aos idosos aquisição de novos conhecimentos, a retomada de projetos abandonados ou a possibilidade de reviverem experiências prazerosas do passado. Permitiu ainda a de troca de experiências e o convívio com outras pessoas, retirando alguns do isolamento. Preencheu o tempo ocioso de alguns com atividades que proporcionavam satisfação, além de contribuir para elevação da autoestima. À parte da comunidade acadêmica o curso propiciou a revisão de alguns estereótipos negativos relacionados ao envelhecimento e a construção de uma nova imagem quanto à terceira idade. Verificou-se que o grupo analisado é adepto das novas imagens de envelhecimento construídas pela mídia, as quais estão implicitamente arraigadas nas velhas significações, com valorização da juventude em detrimento de qualquer signo da velhice. O relacionamento intergeracional foi algo observado como positivo pelas diferentes faixas etárias estudadas, entretanto, se deu de forma menos intensa do que a desejada pela equipe Coordenadora. O estudo também permitiu refletir acerca da modalidade de recurso utilizado para o estabelecimento desta política pública, o qual não garante sua continuidade a médio e longo prazo em função de incertezas no cenário político do país, o que permite a discussão sobre a necessidade de criação de programas ou ações por parte do Poder Público para permitir a continuidade de cursos dessa natureza. A presente pesquisa permitiu ainda analisar o panorama da cidade de Volta Redonda/RJ no que concerne a oferta de políticas públicas para a população idosa.
metadata.dc.description.abstractother: Population aging is a landmark of the 21st century, which has taken place all over the world, including Brazil. On the other hand, there is a gap between society and those who grow old, especially in the West. This occurs both because the natural losses of old age are undesirable, and because aging brings to mind the proximity to death. Society needs to be prepared to tackle this issue, and it is necessary to review stereotypes and work on building a new image on aging. Public policies are a viable path for this confrontation, and programs and associations for the elderly, including in the educational area have allowed the construction of new images on aging. This paper analyzes the subjective aspects of an extension project called the University of the Best Age, created within a Federal University, in the form of a public policy for the elderly. It was intended to answer the following research problem: how does the implementation of the University of the Best Age course affect the lives of the elderly enrolled in it and of the Academic Community that will receive these students, considering the perception of the social actors involved? The literature review allowed us to understand the concepts of demographic and social Aging; Public Policies, especially for the elderly; and to know more about the Programs and Associations for the Third Age, including the role of the Universities of the Third Age. The field study was the chosen method, adopting a qualitative and interpretative approach. Data collection involved participant observation, semi-structured interviews, focus group, documentary analysis and questionnaires. In response to the problem proposed, the course provided the elderly with the acquisition of new knowledge, the resumption of abandoned projects or the possibility of reliving past pleasurable experiences. It also allowed the exchange of experiences and interaction with other people, removing some of the isolation. It filled the idle time of some with activities that provided satisfaction, in addition to contributing to the elevation of self-esteem. Apart from the academic community, the course provided a breakdown of some negative stereotypes related to aging and the construction of a new image regarding the third age. It was verified that the group analyzed is an adept of the new images of aging built by the media, which are implicitly rooted in the old meanings, with an appreciation of the youth to the detriment of any sign of old age. The intergenerational relationship was observed as positive by the different age groups studied, however, it was less intense than the one desired by the Coordinating team. The study also allowed us to reflect on the modality of resource used to establish this public policy, which does not guarantee its continuity in the medium and long term due to uncertainties in the political scenario of the country, which allows the discussion on the need to create programs or actions by the Public Power to allow the continuation of courses of this nature. The present research also allowed to analyze the panorama of the city of Volta Redonda / RJ in what concerns the offer of public policies for the elderly population.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13833
Appears in Collections:PROFIAP - Dissertações - Volta Redonda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Viviane Cecilia Lemos.pdfDissertação2.42 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons