Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13835
Title: Estudantes transexuais e travestis, acessibilidade, direitos e formação na Universidade Federal Fluminense
Authors: Nascimento, Priscilla de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Del Río, Andrés
metadata.dc.contributor.members: Castro, Carla Appollinario de
Santos, Rafael França Gonçalves dos
Issue Date: 2018
Citation: NASCIMENTO, Priscilla de Souza. Estudantes transexuais e travestis, acessibilidade, direitos e formação na Universidade Federal Fluminense. 2018. 95 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública) - Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, 2018.
Abstract: O presente trabalho de pesquisa analisou as vivências de alunos travestis e transexuais da Universidade Federal Fluminense no que tange ao acesso e permanência na Universidade Pública. Esses novos sujeitos há muito excluídos e ausentes do contexto universitário ocupam cada vez mais esses espaços enfrentado as dificuldades e o estigma de ser um aluno trans. Deste modo, a partir das quatro histórias de vida de discentes trans da Universidade Federal Fluminense foram analisados temas como a infância e a família, o período escolar e a busca pela universidade, além de outros temas que permeiam a vida das pessoas trans como o processo transexualizador, o nome social, a retificação do registro civil e o banheiro público. Outros aspectos do ambiente universitário também são analisados como a relação com a comunidade acadêmica, a transfobia, os coletivos, a militância e as expectativas após a formação acadêmica. Os períodos delimitados foram o primeiro semestre de 2018, sendo encontrado nesse período um total de 37 alunos trans, em cinco campi da UFF, que faziam uso do nome social e alunos formados entre 2014 e 2017 que fizeram uso do nome social, sendo encontrados 9 alunos, em 2 campi da UFF. Diante desses contextos, pressupõe-se que as narrativas dos discentes possibilitarão uma visão mais íntegra e solidária aos processos de construção dessas identidades que rompem com o padrão heteronormativo e vão em busca de direitos básicos como o acesso à educação.
metadata.dc.description.abstractother: The present research work analyzed the experiences of transvestite and transsexual students of the Federal Fluminense University regarding the access and permanence in the Public University. These new subjects, long excluded and absent from the university context, are increasingly occupying these spaces facing the difficulties and stigma of being a trans student. Thus, from the four life histories of trans students from the Federal University of Fluminense, themes such as childhood and family, the school period and the search for the university were analyzed, as well as other themes that permeate the lives of trans people such as the process transsexualizador, the social name, the rectification of the civil registry and the public toilet. Other aspects of the university environment are also analyzed as the relationship with the academic community, the transphobia, the collective, the militancy and the expectations after the academic formation. The delimited periods were the first semester of 2018, and a total of 37 trans students were found in five UFF campuses that used the social name and students graduated between 2014 and 2017 who made use of the social name, and found 9 students, on 2 UFF campuses. In view of these contexts, it is assumed that the narratives of the students will enable a more complete and solidary view of the processes of construction of these identities that break with the heteronormative pattern and go in search of basic rights such as access to education.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13835
Appears in Collections:PROFIAP - Dissertações - Volta Redonda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Profiap - Priscilla de Souza Nascimento- Turma- 2018.pdfDissertação1.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons