Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13960
Title: Carnavais Atlânticos: cidadania e cultura negra no pós-abolição. Rio de Janeiro e Port-of-Spain,Trinidad (1838-1920)
Authors: Nepomuceno, Eric Brasil
metadata.dc.contributor.advisor: Abreu, Martha Campos
metadata.dc.contributor.advisorco: Assunção, Matthias Wolfram Orhan Röhrig
metadata.dc.contributor.members: Nascimento, Álvaro Pereira do
Cunha, Maria Clementina Pereira
Viana, Larissa Moreira
Castro, Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de
Issue Date: 2016
Abstract: Essa tese tem como objetivo principal analisar transnacionalmente experiências de mobilização negra através dos carnavais das cidades do Rio de Janeiro e de Port-of-Spain, Trinidad entre 1838 e 1920. Busco compreender a atuação de sujeitos negros em sociedades tão distintas e como elaboraram estratégias de ação pública, de organização social e de reivindicação de direitos e cidadania no Pós-Abolição, tendo o carnaval como elemento que catalisou e potencializou suas experiências. A pesquisa esteve preocupada em refletir sobre termos de cidadania e cultura negra num contexto urbano influenciado pela diáspora africana, pela abolição da escravidão e pelo racismo. Para tanto, foram utilizadas fontes diversas referentes às duas cidades. No Rio de Janeiro pesquisei os periódicos preservados na Biblioteca Nacional, a documentação policial e de outros órgãos oficiais no Arquivo Nacional, os Diários Oficiais da União, além da vasta produção de memorialistas, folcloristas e historiadores. Para Port-of-Spain, as fontes primárias analisadas foram aquelas arquivadas na British Library, no National Archives e no King‟s College em Londres, Inglaterra. Assim como no Rio, memorialistas, folcloristas e a produção historiográfica foram fundamentais na pesquisa. A tese foi dividida em três partes: a primeira sobre os carnavais negros no Rio, a segunda sobre os carnavais negros de Port-of-Spain e a terceira, e conclusiva, apresenta a análise comparativa transnacional. Seu recorte cronológico respondeu ao período Pós-Abolição em cada cidade – a partir das décadas de 1840 e 1890, em Port-of-Spain e no Rio, respectivamente. Com essa estrutura, e ao final do trabalho, pude demonstrar o quanto estratégias de mobilização negra em ambas as cidades do Atlântico estiveram dialogando com variadas forças de suas sociedades – especialmente imprensa e polícia –, e produzindo caminhos de valorização, reconhecimento, autonomia, cidadania através de experiências onde o carnaval representou um papel fundamental em sua ação coletiva.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13960
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese-eric-brasil-nepomuceno.pdf5.79 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons