Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13965
Title: Análise da prevalência de diabetes em idosos no Brasil e sua associação com características sociodemográficas, comportamentais e de saúde
Authors: Cruz, Gabriel Vieira da
metadata.dc.contributor.advisor: Moraes, José Rodrigo de
metadata.dc.contributor.members: Moraes, José Rodrigo de
Lila, Mauricio Franca
Camuzi, Ranieri Carvalho
Almeida, Núbia Karla de Oliveira
Issue Date: 2018
Publisher: UFF
Citation: CRUZ, Gabriel Vieira da. Análise da prevalência de diabetes em idosos no Brasil e sua associação com características sociodemográficas, comportamentais e de saúde. 2018. 55f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação de Estatística) - Instituto de Matemática e Estatística, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018
Abstract: O diabetes mellitus (DM) é uma das doenças crônicas não transmissíveis de maior prevalência em âmbito mundial, que apresenta elevada morbidade e mortalidade e redução da qualidade de vida. Neste estudo, será empregado o modelo de regressão log-linear de Poisson com variância robusta, usando os dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013, para analisar a relação entre as características sociodemográficas, comportamentais e de saúde e a prevalência de diabetes autorreferido em idosos no Brasil. A PNS é uma pesquisa que utiliza um plano amostral complexo, considerando estratificação de setores, conglomeração e pesos amostrais diferentes para as unidades da amostra. A prevalência de diabetes em idosos no Brasil é de 19,1%. Quanto à modelagem estatística, observou-se maior prevalência de diabetes em idosos que residem na área urbana, que realizaram consulta médica pela última vez há menos de 1 ano e que reportaram ter hipertensão. Além disso, observou-se uma menor prevalência de diabetes em idosos que residem na região Sul (versus Sudeste), que reportaram ter uma saúde boa/muito boa, assim como em idosos fumantes e que fazem uso de bebidas alcóolicas. Desse modo, destaca-se a necessidade de ações que promovam o maior acesso dos idosos a serviços de saúde e ações de orientação em saúde para incentivar a maior adesão a tratamentos medicamentosos para aqueles idosos portadores de doenças crônicas. Recomenda-se ainda a realização de ações para estimular comportamentos e estilos de vida saudáveis, a fim de prevenir ou controlar doenças crônicas na população idosa, entre elas o diabetes. Estas ações devem ser priorizadas nas áreas urbanas do país.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13965
Appears in Collections:GGV - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_20181_GabrielVieiraDaCruz_112054014.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons