Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14190
Title: O rígido e o disperso liquefeitos: interações entre o industrial e o amador na música das redes
Authors: Souza, Rafael Dupim
metadata.dc.contributor.advisor: Sá, Simone Pereira de
Issue Date: 2012
Abstract: Não é novidade que a relação da música com as redes digitais vem produzindo intensas reconfigurações em seus arranjos de produção, circulação e consumo. Se no século XX a música foi marcada principalmente por sua conformação à modernidade e sua formatação parao modelo industrial massivo, atravessamos o milênio vislumbrando a possibilidade de constituição de um ambiente pós-massivo, caro ao contexto do capitalismo na modernidade tardia. Reconfiguração que passa pela inclusão de novos produtores e mediadores nos processos e não se dá sem a necessidade de se repensar também a estética, a regulação e os contratos que regem a relação entre autores e públicos, produtores e consumidores, profissionais e amadores. Investindo em tal perspectiva, a pesquisa acompanhou duas plataformas de produção musical: o ccMixter, da fundação Creative Commons e o “Radiohead Remix”, da gravadora Warner Music. Sendo que ambas propõem modelos de criação e circulação a partir do incentivo à apropriação, ao remix e ao compartilhamento. O objetivo foi perceber como é possível pensar a eficiência econômica de novos modelos de produção que se pautam por propostas alternativas de regulação do direito autoral, pela participação colaborativa na criação e por novas concepções de gestão da produção musical a partir do contexto de abundância e livre acesso ao consumo e reapropriação. Com isso, foi possível trazer algumas das questões que surgem de arquiteturas em que as emissões não se dão a partir de centros e em direção às massas, mas por uma relação de interdependência entre os diversos pontos que formam a rede. A abordagem assumida procurou enfatizar as relações entre os objetos e o contexto em que estão inseridos, tomando como premissa o fato de a música não estar isolada do mundo mas exprimindo atravessamentos com a condição de suas redes sociotécnicas.
metadata.dc.description.abstractother: It's well known that the relation between music and the digital networks are producing intense rearrangements in the process of production, distribution and comsumption of music. If the 20th century was marked mainly by its conformation to modernity and the mass production industry, we've crossed the millenium visualising the possibility of constitution of a post-massive enviroment. A reconfiguration that should pass through the inclusion of new producers and agents. A inclusion which can't be taken whithout rethinking the aesthetics and the contracts that rules the interactions between authors and publics, producers and consumers, professionals and amateurs. From this perspective, the research followed two platafforms of musical production, ccMixter and Radiohead Remix. Both them propose the remix and sharing as strategies of mobilization of independent musicians. From the observation of the objects it was possible to bring questions about the architecture of networks, in which the transmission do not follow the broadcast system but invest in a exchange between the many dots of a network. The aproach chosen emphasizes the conection of the objects with the context, assuming that music is not isolated but in constant interaction with the world, the technologies and the culture.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14190
Appears in Collections:PPGCOM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O rígido e o disperso - Rafael Dupim.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons