Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1422
Title: Atenção de enfermagem ao usuário de álcool e outras drogas no contexto dos serviços de saúde extra-hospitalares: um estudo exploratório de campo
Authors: Gonçalves, Sonia Silva Paiva Mota
metadata.dc.contributor.advisor: Tavares, Claudia Mara de Melo
metadata.dc.contributor.members: Carvalho, Vivina Lanzarini de
Penna, Lucia Helena Garcia
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Gonçalves, Sonia Silva Paiva Mota. Atenção de enfermagem ao usuário de álcool e outras drogas no contexto dos serviços de saúde extra-hospitalares: um estudo exploratório de campo. 2006. 119 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006
Abstract: O uso abusivo do álcool e outras drogas são destacados pelo Ministério da Saúde como um dos principais problemas de saúde pública. Na rede extra-hospitalar de saúde há pouco esclarecimento dos profissionais quanto às atribuições junto aos usuários de álcool e outras drogas. Tal fato se complica em virtude dos próprios usuários preferirem recorrer à internação como forma de resolução dos agravos decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas. Por não se sentir capaz de estabelecer trocas sociais e afetivas fora do ambiente hospitalar, o usuário de drogas, principalmente o alcolista, elege a hospitalização como um momento de pausa, controle e possibilidade de cura do sofrimento. Neste sentido, a atuação do enfermeiro junto a usuários de álcool e outras drogas deve levar em consideração uma complexa rede de interações e instituições para a garantia da integralidade da assistência. Este estudo tem como objetivos: conhecer as demandas do usuário de álcool e outras drogas na rede de saúde extra-hospitalar; descrever quais são as atividades desenvolvidas pelo enfermeiro no atendimento ao usuário de álcool e outras drogas e analisar a relação entre o enfermeiro e o SUS na busca da integralidade da assistência. Na equipe de saúde, os enfermeiros são os profissionais que mantêm maior contato com os usuários, com grande potencial para reconhecer os problemas relacionados ao uso de álcool e drogas e desenvolver ações assistenciais. O presente estudo constitui uma pesquisa qualitativa de abordagem descritiva de campo, tendo como cenário a Região Centro-Sul Fluminense. Os sujeitos são trinta enfermeiros da rede extra-hospitalar, compreendendo coordenações de Programas do Ministério da Saúde, unidades de PSF, CAPS I, CAPS AD e Comunidade Terapêutica. Os dados foram coletados por meio da realização de entrevista semi-estruturada e analisados de acordo com a análise temática de conteúdo. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do CCM/UFF, em 2004. Como resultados observaram-se que a demanda por atendimento do usuário de álcool e outras drogas ocorre de forma espontânea direta ou indireta, por busca ativa e que alguns enfermeiros não identificam esta demanda em sua unidade ou não sabem informar como ocorre a demanda. Foram identificadas ações de enfermagem no âmbito da prevenção, tratamento e reabilitação. Entre as dificuldades apontadas estão a não aceitação pelo usuário ao tratamento, falta de capacitação para o atendimento, dificuldade de acesso, tempo não disponível em virtude do acúmulo de atividades. Os dados analisados apontam para necessidade de o enfermeiro redirecionar a sua prática junto a esta clientela, buscando formas inovadoras e criativas que assegurem maior resolutividade de suas ações. Conclui-se que a própria rede de serviços, e não apenas o enfermeiro, não responde as necessidades de saúde do usuário de álcool e outras drogas na perspectiva da integralidade da assistência. Contudo, alguns avanços já foram obtidos pelos enfermeiros, como por exemplo, a construção de vínculo com a comunidade local e a percepção de suas próprias fragilidades e necessidades de capacitação
metadata.dc.description.abstractother: The abusive use of alcohol and other drugs is detached by the Ministry of Health as one of the main problems of public health. In the net of health extra-hospital the professionals receive little explanation about their attributions close to the users of alcohol and other drugs. Such fact gets complicated because of the own users prefer to appeal the internment as form of resolution of consequent problems of the abusive use of alcohol and other drugs. For not feeling capable to establish social and affective changes out of the hospital environment, the user of drugs, mainly of alcohol, chooses hospitalization as a moment of pause, control and possibility of cure of the suffering. In this sense, the nurse's performance close to users of alcohol and other drugs should take into account a complex net of interactions and institutions for the warranty of the completeness of the assistance. This study has as objectives: to know the demands of the user of drugs in the net of health extra-hospital; to describe which are the activities developed by the nurse in the in the service to the user of alcohol and other drugs, and to analyze the relationship between the nurse and the SUS in the search of the completeness of the assistance. In the health team, the nurses are the professionals whom maintain larger contact with the users, with great potential for to recognize the problems related to the use of alcohol and drugs, and to develop assistance actions. The present study constitutes a qualitative research of descriptive approach of field, having as scenery the Area Fluminense South Center. The subjects are thirty nurses of the net extra-hospital, including coordination of Programs of the Ministry of Health, units of PSF, CAPS I, AD CAPS and Therapeutic Community. The data were collected through the accomplishment of semi-structured interview and analyzed in agreement with the analysis content theme. The project was approved by the Committee of Ethics in Research of CCM/UFF, 2004. As results were observed that the demand for attendance of the users of alcohol and other drugs occurs of direct or indirect spontaneous form, for active search. Some nurses do not identify this demand in their unit or do not know to inform how the demand occurs. Nursing actions in the scope of the prevention, treatment and rehabilitation were identified. Amongst the pointed difficulties are the non acceptance for the user to the treatment, lack of qualification for the attendance, access difficulty, not available time in virtue of the accumulation of activities. The analyzed appear for nurse's need to redirect their practice close to this clientele, looking for innovative and creative forms that assure larger effectiveness of their actions. In conclusion, the own services net, and not only the nurse, does not answer the health needs of the users of alcohol and other drugs in the perspective of the completeness of the assistance. However, some progresses were already obtained by the nurses, as for example, the construction of bond with the local community and the perception of their own fragilities and qualification needs
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1422
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sonia Silva Paiva Mota Gonçalves.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.