Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14504
Title: Mulher negra, estética e política: raça e construção de self
Authors: Martins, Pamela Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor: Freire, Jussara
metadata.dc.contributor.members: Freire, Jussara
Rocha, Luciane de Oliveira
Oliveira, Jéssica Cristina Alvaro de
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: MARTINS, Pamela Barbosa. Mulher negra, estética e política: raça e construção do self. 2019. 39 f. Trabalho final de curso (Licenciatura em Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, Campos dos Goytacazes, 2019.
Abstract: Este trabalho tem como objetivo analisar a trajetória de mulheres negras universitárias e sua relação com estética e política. No primeiro momento, é realizada uma breve contextualização histórica do Movimento Negro brasileiro relacionando-o a “Geração Tombamento”, movimento negro estético-político contemporâneo de reafirmação da estética negra. Em segundo lugar, a partir de relatos de vida é identificado como processos de socialização e escolarização influenciam na construção do self de mulheres negras, levando-as a internalização da inferioridade diante de pessoas brancas. No terceiro momento, proponho a discussão sobre como a entrada na universidade e o contato com o Movimento Negro possibilitam reflexões e a elaboração de estratégias para a ressignificação do “ser negra” para estas mulheres.
metadata.dc.description.abstractother: This work has as objective analyzes the trajectory of university black women and its relation with esthetic and political. In the first moment I made a brief historical context of the Brazilian Black Movement, relating it to the “Geração Tombamento”, contemporary aesthetic-political black movement of reaffirmation of the black esthetics. Secondly, from life reports it is identified as processes of socialization and schooling influence in the construction of the self of black women, leading them to internalize inferiority before white people. In the third moment, I propose the discussion about how the entrance of black women in the university and the contact with the Black Movement makes possible reflections and elaboration of strategies for the resignification of “being a black woman” for these women.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14504
Appears in Collections:CSL - Trabalhos de Conclusão de Curso - Campos dos Goytacazes



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons