Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14515
Title: Política pública de incentivos e concentração geográfica da produção cinematográfica brasileira
Authors: Souza, Mário Sérgio Roseo de
metadata.dc.contributor.advisor: Rubinsztajn, Igor Kippe
metadata.dc.contributor.advisorco: Profeta, Graciela Aparecida
metadata.dc.contributor.members: Rubinsztajn, Igor Kippe
Ney, Vanuza Pereira da Silva
Arêdes, Alan Figueiredo
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: SOUZA, Mário Sérgio Roseo de. Política pública de incentivos e concentração geográfica da produção cinematográfica brasileira. 2019. 63 f. Trabalho final de curso (Bacharelado em Ciências Econômicas) - Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, Campos dos Goytacazes, 2019.
Abstract: No Brasil, a Economia Criativa está relacionada com a diversidade cultural como um fator que possibilita o desenvolvimento social, cultural e econômico de um território. Ela é responsável por grande participação no PIB Brasileiro, em especial a região Sudeste, compreendendo os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Deste modo, a Indústria Cinematográfica Brasileira possui uma participação importante no setor da indústria criativa. Entretanto, ao fazer a análise dos dados sobre a produção de filmes no Brasil, observa-se que a mesma não consegue funcionar sem os mecanismos de incentivos fiscais e sem a participação do Estado. Da quantidade total de filmes produzidos durante o período temporal estudado, 71,56% foram produzidos por meio de algum mecanismo de incentivo fiscal, mostrando assim a dependência do setor para incentivos fiscais. Observou-se ainda que, esses valores captados estão concentrados geograficamente em sua maior parte entre dois estados da região Sudeste: Rio de Janeiro e São Paulo. O objetivo principal desse trabalho, é apresentar, com base em dados e materiais bibliográficos, a situação atual da distribuição geográfica dos incentivos fiscais, salientando o papel das políticas públicas para o funcionamento da indústria cinematográfica brasileira. A hipótese desse trabalho é que a produção de filmes na indústria cinematográfica se dá no eixo Rio – São Paulo devido aos incentivos governamentais estarem concentrados em sua maior parte nessa rota, fazendo com que esses estados acabem tendo vantagens na produção, ocasionando assim na concentração de produção cinematográfica nesse trecho. Pode-se observar que a concentração na hora de ser captado os recursos, encontra-se de fato nos dois estados da região Sudeste, - São Paulo e Rio de Janeiro -, onde conseguem produzir um grande número de filmes devido a captação desses recursos. Essa concentração nos dois estados da região Sudeste, acaba fazendo com que não haja um respeito pela diversidade cultural existente no Brasil.
metadata.dc.description.abstractother: In Brazil, Creative Economy is specialized in cultural diversity, as a factor that enables the social, cultural and economic development of a territory. It is responsible for the large participation in the Brazilian PIB, especially in the Southeast region, comprising the states of São Paulo and Rio de Janeiro. Thus, a Brazilian Cinematography Industry has an important participation in the creative industry sector. However, when analyzing data on film production in Brazil, it should be noted that it cannot execute itself without fiscal incentive mechanisms and without state participation. Of the total amount of films produced during the time period studied, 71.56% were produced through some tax incentive mechanism, showing the sector's dependence on tax incentives. It was also observed that these captured values are geographically concentrated mostly between two states of the Southeast region: Rio de Janeiro and São Paulo. The main objective of this job is to present, based on data and bibliographic materials, the current situation of the geographical distribution of tax incentives, highlighting the role of public policies for the operation of the Brazilian film industry. The hypothesis of this job is that the production of films in the cinematography industry takes place along the Rio - São Paulo axis due to the governmental incentives being concentrated for the most part along this route, causing these states to end up with production advantages, causing the concentration of cinematography production in this section. It can be seen that the concentration at the time of raising the funds, is in fact found in the two states of the Southeast region, - São Paulo and Rio de Janeiro -, where they manage to produce a large number of films due to the capture of these resources. This concentration in the two states in the Southeast region, ends up making it impossible to respect the existing cultural diversity in Brazil.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14515
Appears in Collections:GCE - Trabalhos de Conclusão de Curso - Campos dos Goytacazes

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mário Sérgio Roseo de Souza (2019), Política pública de incentivos e concentração geográfica da produção cinematográfica brasileira.pdfMário Sérgio Roseo de Souza (2019), Política pública de incentivos e concentração geográfica da produção cinematográfica brasileira651.6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.