Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14574
Title: O discurso jornalístico sobre a reforma do Ensino Médio: condições de produção, memória e efeito de evidência
Authors: Matheus, Mario Luiz Bezerra Feitoza
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Silmara Dela
metadata.dc.contributor.members: Rodrigues, Andréa
Esteves, Phellipe Marcel da Silva
Issue Date: 2020
Abstract: O propósito da presente pesquisa foi analisar como o discurso midiático sobre a Reforma do Ensino Médio, proposta pelo Ministério da Educação – MEC, em 2016, estabelece regularidades e efeitos de evidência para o ensino, enquanto capacitação para o trabalho e adequação dos sujeitos às novas demandas do modo de produção capitalista. O corpus analisado compreende o conjunto de textos noticiosos (artigos, reportagens, entrevistas e pronunciamentos do governo) produzidos e/ou divulgados pelo Portal G1 e a rede de coletivos Jornalistas Livres após a edição da Medida Provisória 746, em setembro de 2016, até a data marcada para o julgamento de inconstitucionalidade da MP no Supremo Tribunal Federal – STF, em 20 de agosto de 2018. Para pensar os efeitos de sentidos construídos pela imprensa sobre a reforma durante o período, mobilizamos noções desenvolvidas pela Análise de Discurso de linha francesa, fundada por Michel Pêcheux, e relacionamos os discursos sobre a reforma às condições sócio-históricas, nas quais ela foi proposta e aprovada, à memória discursiva, à interpelação ideológica que constitui os sujeitos e à heterogeneidade do dizer. Por meio desses postulados teóricos, as análises empreendidas ao longo da pesquisa sobre o discurso jornalístico indicaram que os efeitos de sentido produzidos pela imprensa tradicional colocam em circulação efeitos de evidência sobre a educação sob uma perspectiva ideológica neoliberal, regulariza uma memória em torno de uma concepção utilitarista para a educação básica e desconsidera aspectos sócio-históricos que dão forma ao ensino público no Brasil. Ademais, observou-se ainda que o discurso da imprensa alternativa, representada pela rede Jornalistas Livres, é marcado pelo embate entre formações discursivas antagônicas, uma FD progressista, que concebe a educação sob a perspectiva da transformação social, e outra FD neoliberal, que entende a educação como preparação do sujeito para o mercado de trabalho
metadata.dc.description.abstractother: The purpose of the current research was to analyze how media discourse about the High School Reform, proposed by the Brazilian Ministry of Education – MEC, in 2016, establishes regularities and evidence effects to education, as preparation to labor market and adequacy of the subjects to the new demands of the capitalist mode of production. The corpus analyzed comprises a set of news text (articles, interviews and government pronouncements) produced and/or published by G1 and the Jornalistas Livres network websites after the submission of the Provisory Act 746, in September, 2016, until the date set for its judgment in the Supreme Federal Court – STF, on August 30, 2018. To consider the meaning effects built about the reform by the press during the period, it was necessary to mobilize notions developed by Discourse Analysis, founded by Michel Pêcheux, and relate the discourses about the reform to socio-historical conditions in which it was proposed and approved, to the notion of discursive memory, ideological interpellation, and heterogeneity of discursive materiality. Through these theoretical postulates, the analysis conducted throughout the research indicated that the meaning effects produced by established media puts evidence effects about education into circulation under a neoliberal ideological perspective, regularizes a memory around an utilitarian conception for basic education and disregards socio-historical aspects that shape public education in Brazil. Moreover, we observed that the discourse of alternative media, represented by the Jornalistas Livres network, is marked by the dispute between antagonist discursive formations, a progressive one, which conceives education under a social transformation perspective, and a neoliberal one, that understands education as a process to prepare the subjects to the labor market
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14574
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação O discurso jornalístico sobre a reforma do ensino médio.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.