Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14579
Title: Análise de associação entre resiliência, qualidade de vida e uso de substâncias psicoativas por profissionais de saúde em emergência psiquiátrica
Authors: Beretta, Luiza de Lima
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos
Issue Date: 2020
Citation: Beretta, Luiza de Lima. Análise de associação entre resiliência, qualidade de vida e uso de substâncias psicoativas por profissionais de saúde em emergência psiquiátrica. 2020. 114 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2020
Abstract: A resiliência pode ser definida como a habilidade em lidar com problemas sob pressão ou estresse mantendo o equilíbrio emocional. Assim, esse estudo tem como objetivos: identificar a qualidade de vida, o uso de substâncias e a resiliência de profissionais que trabalham em uma emergência em um hospital psiquiátrico; identificar e discutir possíveis associações entre a qualidade de vida desses profissionais, o uso de substâncias e a resiliência. A pesquisa foi realizada na emergência do Hospital Psiquiátrico de Jurujuba, em Niterói – RJ, no mês de dezembro de 2016, após aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense/UFF/HU Antônio Pedro sob parecer de número 1.826.055. A amostra foi não probabilística de conveniência, composta por 18 profissionais de saúde. Os critérios de inclusão foram: profissionais de saúde de nível superior e médio, de ambos os sexos, que trabalhem no setor de emergência do referido hospital. Os critérios de exclusão foram: profissionais com menos de três meses de contratação no setor de emergência, de licença ou férias. Para a coleta de dados foram aplicados três questionários presencialmente sobre qualidade de vida, resiliência e uso de substâncias, totalizando 59 perguntas. As respostas foram analisadas por estatística, utilizando-se o programa SPSS. Concluiu-se que os dominios mais significativos para qualidade de vida foram o físico, o ambiental, o psicológico e o social. O padrão de consumo dos participantes evidenciou o abuso de álcool e tabaco e o nível de resiliência dos profissionais foi mediano em sua maioria. As associações foram encontradas apenas entre os indivíduos que consomem derivados do tabaco, em que obteve-se correlação entre os domínios Físico e Ambiental do teste de qualidade de vida, não sendo evidenciada relação com a resiliência. Não foram encontradas outras associações. Esse estudo limitou-se principalmente pelo número de participantes dada a rotatividade dos profissionais e respostas padronizadas pela adoção de questionários para coleta de dados. Dessa forma, são necessários estudos posteriores, utilizando-se de metodologias diversas e com amostragem aumentada de forma a compreender melhor o fenômeno em questão
metadata.dc.description.abstractother: Resilience can be defined as the ability to deal with problems under pressure or stress while maintaining emotional balance. Thus, this study aims to: identify the quality of life, the use of substances and the resilience of professionals who work in an emergency in a psychiatric hospital; identify and discuss possible associations between the quality of life of these professionals, the use of substances and resilience. The research was carried out in the emergency room of the Psychiatric Hospital of Jurujuba, in Niterói - RJ, in December 2016, after approval by the Research Ethics Committee of the Faculty of Medicine of the Federal Fluminense University / UFF / HU Antônio Pedro under opinion number 1,826,055. The sample was non-probabilistic for convenience, composed of 18 health professionals. The inclusion criteria were: health professionals with higher and secondary education, of both sexes, working in the emergency department of the hospital. The exclusion criteria were: professionals with less than three months of employment in the emergency, leave or vacation sector. For data collection, three questionnaires were applied in person on quality of life, resilience and substance use, totaling 59 questions. The responses were analyzed by statistics, using the SPSS program. It was concluded that the most significant domains for quality of life were physical, environmental, psychological and social. The consumption pattern of the participants showed alcohol and tobacco abuse and the level of resilience of the professionals was mostly average. The associations were found only among individuals who consume tobacco derivatives, in which a correlation was obtained between the Physical and Environmental domains of the quality of life test, with no relationship with resilience being evidenced. No other associations were found. This study was mainly limited by the number of participants given the turnover of professionals and standardized responses by the adoption of questionnaires for data collection. Thus, further studies are needed, using different methodologies and with increased sampling in order to better understand the phenomenon in question.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14579
Appears in Collections:PACCS - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiza de Lima Beretta.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons