Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14695
Title: Compensação ambiental das emissões de gases de efeito estufa em máquinas e implementos agrícolas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Authors: Bachini, Matheus Santos
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Flávio Castro da
metadata.dc.contributor.members: Hamacher, Leonardo da Silva
Teixeira, Marcos Alexandre
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: BACHINI, Matheus Santos. Compensação ambiental das emissões de gases de efeito estufa em máquinas e implementos agrícolas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2020. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental) - Escola de Engenharia , Universidade Federal Fluminense, 2020.
Abstract: Desde as revoluções industriais, o homem tem usado cada vez mais máquinas e tecnologia para ajudar na produção de bens de consumo. A preocupação ambiental tem aparecido desde o início dos anos 70 por meio de conferências mundiais e criação/ fortalecimento de ONG’s que visam o Desenvolvimento Sustentável. A emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) é uma das problemáticas que vem sendo alvo de pesquisas pelo fato de ter grande contribuição com as mudanças climáticas. O presente trabalho tem por objetivo determinar a compensação ambiental ao quantificar as emissões de GEE, em toneladas de Dióxido de Carbono equivalente (CO2eq), pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), por meio da metodologia GHG Protocol, disponibilizada pela Fundação Getúlio Vargas, e pelo método tier 1, apresentado no livro guia do IPCC (2006). As 18,536 toneladas de CO2eq emitidas anualmente pelas máquinas e implementos agrícolas do Jardim Botânico podem ser compensadas com o plantio de 133 árvores de espécies nativas da mata atlântica. Os resultados demonstram o valor de árvores necessárias para compensar o equivalente a um ano de emissões, evidenciando a necessidade de redução dos GEE, se possível, pela substituição dos combustíveis utilizados na manutenção do JBRJ.
metadata.dc.description.abstractother: Since the first industrial revolution, the human race has used machines and technology to help on consumer good’s production. The environmental concern has showed up on the earlies 70’s through global conferences and ONG’s creation & reinforcement that aim at sustainable development. The greenhouse gas (GHG) emission is one of the researches target issues by the fact of being a huge contribution of climate changes. This study has an environmental compensation goal by quantifying the GHG emissions, on tones of equivalent carbon dioxide (CO2eq), made by Rio de Janeiro Botanical Garden (JBRJ, in Portuguese), using the GHG Protocol methodology (available at Getúlio Vargas Foundation) and the tier 1 methodology present by IPCC guidelines (2006). The 18.536 CO2eq tones emitted by Botanical Garden agricultural implements and machines can be compensated with 133 Atlantic forest trees species planting. The results demonstrate the trees numbers needed to compensate one-year equivalent emissions, pointing the GHG reduction necessity, if possible, by the substitution of used fuel on the Botanical Garden maintenance.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14695
Appears in Collections:TGR - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Bachini Final.pdf2.92 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons