Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14934
Title: Contribuições dos povos africanos e da diáspora na produção do conhecimento científico: uma abordagem para o Ensino de Química
Authors: Simplício, Laís Garcia
metadata.dc.contributor.advisor: Chinelli, Maura Ventura
metadata.dc.contributor.members: Chinelli, Maura Ventura
Borges, Márcia Narcizo
Latini, Rose Mary
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Simplício, Laís Garcia. Contribuições dos povos africanos e da diáspora na produção do conhecimento científico: uma abordagem para o Ensino de Química. 2019. 72f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química) - Instituto de Química, Universidade Federal Fluminense, 2019.
Abstract: Este trabalho de monografia tem por objetivo propor uma sequência didática de caráter interdisciplinar que contribua para a formação e incorporação de uma consciência crítica e cidadã a partir da problematização da diáspora africana no ensino de Química, colocando em prática, desse modo, a operacionalização da Lei 10.639/2003. A criação da Lei Federal 10.639 em 09 de janeiro de 2003 é um ponto de partida importante para legitimar a luta de determinadas minorias pois altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Esta Lei estabelece a obrigatoriedade do ensino da História e Cultura Afro-brasileira e Africana nas escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio. Por meio da introdução do ensino sobre história e cultura afro-brasileira nas grades curriculares, essa proposta de intervenção pedagógica segue a perspectiva da pedagogia crítica e possui caráter interdisciplinar. Apoiada na ideia da construção e aplicação de um currículo, a temática da mineração é utilizada como ferramenta para uma educação antirracista ao relacionar os saberes tradicionais trazidos pelos africanos na época da diáspora moderna africana com o ensino de Química.
metadata.dc.description.abstractother: This monograph work aims to propose an interdisciplinary didactic sequence that contributes to the formation and incorporation of a critical and citizen conscience from the problematization of the African diaspora in chemistry teaching, thus putting into practice the operationalization of Law 10.639/2003. The creation of Federal Law 10.639 on January 9, 2003 is an important starting point for legitimizing the struggle of certain minorities as it amends the Law and Guidelines of the Brazilian Educational System (LDB). This Law establishes the obligation to teach Afro-Brazilian and African History and Culture in public and private elementary and high schools. Through the introduction of teaching on Afro-Brazilian history and culture in the curriculum, this proposal for pedagogical intervention follows the perspective of critical pedagogy and has an interdisciplinary character. Supported by the idea of building and applying a curriculum, mining is used as a tool for anti-racist education by relating the traditional knowledge brought by Africans in the time of the modern African diaspora with the teaching of chemistry.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/14934
Appears in Collections:QLICN - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MFC 2019.2_Laís Garcia Simplicio.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons