Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1559
Title: Modelo alométrico para estimativa da biomassa e estoque de carbono na Mata Atlântica : método não destrutivo com base em técnica de escalada
Authors: Marinho, Ludmila de Souza Varejão
metadata.dc.contributor.advisor: Mello, William Zamboni de
metadata.dc.contributor.advisorco: Fonseca, Kenny Tanizaki
metadata.dc.contributor.members: Nascimento, Marcelo Trindade
Bernardes, Marcelo Corrêa
Issue Date: 2010
Abstract: O presente trabalho buscou estimar a biomassa viva acima do solo (BVAS) em um fragmento florestal da Mata Atlântica localizado no sopé da Pedra de Itaocaia, município de Maricá/RJ. Para ajustar uma equação alométrica para a área de estudos, 7 indivíduos arbóreos representativos da região foram escalados e um galho de cada árvore foi retirado. Este procedimento possibilitou a obtenção de medidas dos volumes dos diferentes compartimentos arbóreos (tronco, galhos grossos, galhos finos e folhas) e das respectivas densidades básica (média=0,52 g/cm3) e fresca (média = 0,94 g/cm3), medidas estas utilizadas para calcular os fatores de forma dos galhos (FFG) e arbóreo (FFA). De maneira geral, as contribuições dos galhos finos e folhas decrescem com o aumento do diâmetro da base do galho, já a porcentagem de galhos grossos cresce e o valor do FFG diminui com o aumento do diâmetro da base do galho. A contribuição dos compartimentos galhos grossos, finos e folhas somam 33% da BVAS total arbórea na região. O FFA = 0,65 foi o fator que melhor estimou a BVAS por meio da equação alométrica BVAS = FFA*Db*AB*H, onde Db é a densidade básica, AB é a área basal e H é a altura da árvore. As estimativas de BVAS e estoque de carbono foram de 100 t/ha e 50,5 tC/ha, respectivamente, sugerindo que o fragmento florestal da Pedra de Itaocaia está num estágio de regeneração intermediário e com período de abandono estimado em 40 anos
metadata.dc.description.abstractother: This study aimed to estimate aboveground biomass (AGB) in an Atlantic Forest fragment located at the Stone Itaocaia, Marica, Rio de Janeiro. To fit an allometric equation for the study area, seven trees were scaled and a branch of each tree was removed. This procedure enabled to obtain measurements of the volumes of different compartments of trees (trunk, branches and leaves) and their basic densities (mean = 0.52 g/cm3) and cool (mean = 0.94 g / cm3), measures used to calculate the form factors of the branches (FFG) and the tree (FFA). In general, the contributions of branches and leaves decrease with increasing the diameter of the base of the branch, percentage of thick branches grow and FFG value decreases with increasing the diameter of the base of the branch. The contribution of branches, and leaves add 33% of the total tree AGB in the region. The FFA = 0.65 was the factor that best predicted the AGB by the allometric equation AGB = FFA * H * AB * Db, where Db is the density, AB is the basal area and H is the height of the tree. Estimates of carbon stock and AGB were 100 t / ha and 50.5 tC / ha, respectively, suggesting that the fragment of Stone Itaocaia is an intermediate stage of regeneration and abandonment period estimated at 40 years.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1559
Appears in Collections:PPG-GEO - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Ludmila Marinho - PDF.pdf707.62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.