Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15696
Title: Performatizando autenticidade na cultura digital: Amanda Palmer e os processos de legitimação de musicistas “independentes”
Other Titles: Performing authenticity in digital culture: Amanda Palmer and the legitimization process of "independent" musicians
Authors: Medeiros, Beatriz
metadata.dc.contributor.advisor: Polivanov, Beatriz
metadata.dc.contributor.members: Pereira de Sá, Simone
Castellano, Mayka
Amaral, Adriana
Issue Date: 2018
Citation: MEDEIROS, Beatriz Azevedo. Performatizando autenticidade na cultura digital: Amanda Palmer e os processos de legitimação de musicistas “independentes”. 2018. 184 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: Este trabalho tem por objetivo compreender como se dão os embates em prol da legitimação da autenticidade artística em um contexto da música tida como independente, e como esses se fazem presentes em performances online, focando principalmente em mensagens publicadas em sites de redes sociais como o Twitter. Tendo a musicista estadunidense Amanda Palmer como fenômeno em análise, mapeamos dois momentos na carreira da artista em que sua autenticidade como musicista e produtora artística é colocada em xeque: o envolvimento com o financiamento coletivo (crowdfunding) e a maternidade. Utilizando a Grounded Theory como método, debatemos sobre categorias emergentes como “música independente”, “feminismos” e “criação da sensação de intimidade”, tendo em vista que percebemos essas palavras-chave como engrenagens que auxiliam no processo de legitimação da autenticidade pelo qual Palmer passa, mas que podem trazer subsídios para entender as performances de outras artistas de cenas próximas. Fazemos também uma discussão teórica de apoio sobre conceitos centrais como os de autenticidade e performance, a partir de autores tais quais Charles Taylor, Lionel Trilling, Richard Schechner e Paula Sibilia de modo a problematizá-los e delimitar seus usos nesta dissertação. Por fim, concluímos que Amanda Palmer constrói sua própria autenticidade a partir da exposição de uma suposta intimidade, sua inserção na cena de música independente e seu engajamento enquanto ativista feminista, formando, assim, uma construção de si que performatiza ideais de autenticidade.
metadata.dc.description.abstractother: This work aims to understand how occurs the clashes for the legitimation of artistic authenticity in a context of music considered independent, and how these processes are presented in online performances, focusing mainly in messages published in social network sites as Twitter. Looking at the American musician Amanda Palmer as a analysis phenomenon, we traced two moments of her career in which her authenticity as a musician and producer is questioned: the involvement with crowdfunding and the maternity. Using the Grounded Theory as a method, we found as categories “independent music”, “feminisms” and “intimacy exhibition”. We see these key words as gears that help the process of authenticity legitimation by which Palmer passes, but they can also aids to comprehend the performances by other artists from close musical scenes. We also do a theoretical discussion supporting central concepts like authenticity and performance, from authors such as Charles Taylor, Lionel Trilling, Richard Schechner and Paula Sibilia, in order to problematize these concepts and delimit their uses in this dissertation. Lastly, we conclude that Amanda Palmer constructs her own authenticity from the exhibition of an alleged intimacy, her insertion in independent music scene and her feminist activism, molding a self-construction that performs ideals of authenticity.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15696
Appears in Collections:PPGCOM - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Beatriz Medeiros - Performatizando autenticidade na cultura digital - Beatriz Medeiros.pdf4.34 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons