Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1572
Title: Reconstrução da variação do gradiente térmico na coluna d´água do sistema de ressurgência de Cabo Frio (RJ) ao longo dos últimos 150 anos
Authors: Gomes, Vitor Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Albuquerque, Ana Luiza Spadano
metadata.dc.contributor.members: Toledo, Felipe Antônio de Lima
Barbosa, Cátia Fernandes
Sifeddine, Abdelfettah
Issue Date: 28-Mar-2016
Abstract: Registros paleontológicos de regiões de ressurgência são relevantes, pois possibilitam o entendimento da dinâmica do fenômeno e as alterações provocadas por ele na coluna d’água ao longo do tempo. Para acessar essa informação, é muito difundida a utilização da assembleia e geoquímica isotópica de foraminíferos planctônicos, visto que são considerados ótimos bioindicadores para paleoceanografia. O objetivo desta dissertação foi reconstruir nos últimos 150 anos a dinâmica das massas d’água do Sistema de Ressurgência de Cabo Frio (RJ) e analisar sua influência na variação térmica entre superfície e termoclina, bem como os reflexos sobre a produtividade. Para isso, foram utilizadas as assembleias e geoquímica isotópica das carapaças dos foraminíferos planctônicos de três testemunhos tipo box-cores coletados na plataforma continental de Cabo Frio. Foram definidas fases oceanográficas interpretadas a partir das assembleias para cada porção analisada da plataforma continental com a finalidade de discutir alterações nas influências das massas d’água ao longo do tempo. A plataforma externa indicou predomínio de águas quentes e oligotróficas em resposta ao maior volume da AT, devido à aproximação da frente interna da CB. A plataforma média distal apresentou predomínio de águas quentes e oligotróficas, a exemplo da plataforma externa, porém com períodos de aumento de influência da ACAS principalmente a partir de aproximadamente 1915. Já na plataforma média foi indicado crescimento contínuo da influência de águas de menor temperatura e produtivas, sugerindo maior intrusão da ACAS. A plataforma externa apresentou estrutura térmica mais homogênea devido ao domínio da AT. Enquanto isso, em direção à parte central da plataforma média, a maior presença da ACAS provocou maiores diferenças térmicas verticalmente, bem como refletiu no crescimento da produtividade ao longo do tempo. As variações no gradiente térmico entre superfície e termoclina, calculadas através das diferenças de temperaturas registradas por G. ruber e N. dutertrei, reforçaram a evolução da dinâmica das massas d’água e configurações oceanográficas estabelecidas anteriormente pela análise das assembleias para a plataforma continental. A plataforma média, local de maior intrusão da ACAS na zona fótica, mostrou Tst com tendência de aumento nos últimos 150 anos. Os resultados obtidos estão de acordo com outros estudos realizados no SRCF, os quais indicam aumento de força da ressurgência no último um século e meio
metadata.dc.description.abstractother: Paleo-records from upwelling regions are relevant since they allow the understanding of the upwelling dynamics and changes caused in the water column over time. To access this information is very widespread the use of assemblage and isotopic geochemistry of planktonic foraminifera, as they are considered great proxy for palaeoceanography. The aim of this work was to reconstruct for the last 150 years the water masses dynamics of the Cabo Frio Upwelling System (RJ) and analyze their influence on the thermal variation between surface and thermocline and the effects on productivity. For this purpose, the assemblages and isotopic geochemistry of planktonic foraminifera shells were analyzed from three box-cores collected along the continental shelf. Based on the assemblages, ceanographic stages were defined for each shelf portion of the continental shelf and were linked to the water masses dynamics. The results from the outer shelf indicated the predominance of warm and oligotrophic waters related to the higher volume of TW in the vicinity of the Brazil Current internal front. The distal mid shelf also showed a predominance of warm and oligotrophic waters. Although periods with increased influence of SACW were noticed mainly from approximately 1915. The mid shelf showed a continuous growth of the influence of lower temperature and productive waters, suggesting recurrent intrusions of SACW. The most homogeneous thermal structure was in the water column of outer shelf, dominated by TW. Towards the the mid shelf the subsurface intrusions of SACW resulted in higher thermal differences vertically. The subsuperficial intrusions of productive water in the mid shelf increased the productivity over time. The variations in the thermal gradient between surface and thermocline calculated by the differences of temperatures recorded by G. ruber and N. dutertrei, reinforced the dynamics of water masses and oceanographic settings previously set by assemblages. The mid shelf that exhibited the most prominent intrusions of SACW in the photic zone, showed an upward trend of Tst over the last 150 years. The results are consistent with other studies performed in SRCF, which indicate increased upwelling over the last 150 years.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1572
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Vitor Pereira Gomes.pdf3.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.