Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15779
Title: Inibição de fungos do gênero Scedosporium por bactérias relacionadas a doença fibrose cística
Authors: Marques, Andressa de Jesus
metadata.dc.contributor.advisor: Lopes, Lívia Cristina Liporagi
metadata.dc.contributor.advisorco: Rollin-Pinheiro, Rodrigo
metadata.dc.contributor.members: Rocha, Elisabeth Martins da Silva da
Silva, Marcia Ribeiro Pinto da
Nico, Dirlei
Issue Date: 2020
Abstract: Fibrose Cística (FC) é uma doença hereditária que tem como consequência a não formação ou a má formação dos canais de íon cloreto. Apesar desses canais estarem presentes em diferentes tecidos do corpo, é o pulmão a maior causa de morbidade e mortalidade em pacientes com FC. As infecções primárias são quase sempre bacterianas e com o uso de antibióticos há o surgimento ou evidenciação de infecções fúngicas. A literatura fala sobre a interação entre os micro-organismos, principalmente aqueles que podem ocupar o mesmo sítio. Essas interações podem ser antagônicas ou sinérgicas e há estudos que relatam que Pseudomonas aeruginosa é capaz de inibir a viabilidade de fungos como Candida albicans e Aspergillus fumigatus. Pelo fato de as infecções pulmonares terem grande relevância no quadro dos pacientes com FC, o presente estudo avaliou interações de Scedosporium boydii e Scedosporium apiospermum com as bactérias Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Burkholderia cepacia que são os principais microorganismos isolados da região pulmonar dos pacientes acometidos por essa doença. Nas interações de contato direto entre as células fúngicas e bacterianas, tanto em meio sólido quanto em meio líquido, observou-se que P. aeruginosa e B. cepacia produziram grande efeito inibidor no crescimento dos fungos. Foram realizadas interações sem contato direto e todas espécies bacterianas utilizadas foram capazes de inibir a viabilidade fúngica. Sobrenadantes bacterianos livres de células também foram utilizados para verificar se substâncias produzidas pelas bactérias provocam efeito negativo no crescimento fúngico. Foi observado a partir desse experimento que os sobrenadantes provocam redução da viabilidade fúngica se crescido em concomitância com os fungos, pois os sobrenadantes não se mostraram eficazes na redução quando a biomassa fúngica já estava pré-formada. Para saber mais sobre a composição dos sobrenadantes bacterianos, foram realizadas dosagens de açúcar e proteína, além de extração de lipídio. Esse trabalho teve como objetivo inicial verificar possível interferência do crescimento fúngico quando em contato com células bacterianas. E com base nos resultados obtidos tem como objetivo futuro identificar e caracterizar as moléculas de origem bacteriana.
metadata.dc.description.abstractother: Cystic Fibrosis (CF) is a hereditary disease that results in a defective chloride channel. Although this channel is part of different organs, the majority of the morbidity and mortality of CF is related with pulmonary conditions. Primary infections are usually bacterial and when treated with antibiotics, yeast infections appear or become more evident. Studies show that different microorganisms can co-inhabit the same environment and the interactions could be synergistic or antagonistic. Some studies show that Pseudomonas aeruginosa can reduce Candida albicans and Aspergillus fumigatus viability. How pulmonary infections have main importance at FC patient life, this study has evaluated interactions between Scedosporium boydii and Scedosporium apiospermum with Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa and Burkholderia cepacia that are the main microorganisms isolated from CF airways. Interactions cell-to-cell even in liquid and solid medium show that P. aeruginosa and B. cepacia was able to reduce fungi viability. Interactions without cell contact were made using a semi permeable membrane, which allows substance changing without direct contact. In these experiments, all bacteria were capable to inhibit fungi growth. Cell extracts from bacterial growth were obtained to known if bacteria produce substances able to reduce fungal viability. These supernatants reduced fungal growth if incubated with fungal cells at the same time, but this effect is not observed in preformed biomass. To discover more about supernatant composition, dosage of sugar, protein and lipid extraction were made. Although none of chemical class could be named to be responsible of reducing fungal viability, it was discovered that most predominant component in bacterial supernatant is protein. This work had an objective to verify possible interference of fungal growth when in contact with bacterial cells. Based on the results obtained, the perspectives are to identify and characterize bacterial molecules.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15779
Appears in Collections:PPGMPA - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020 - Andressa de Jesus Marques.pdf919.38 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons