Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15965
Title: Textos militares e mercês numa Angola que se pretendia “reformada”: um estudo de caso dos autores Elias Alexandre da Silva Correa e Paulo Martins Pinheiro de Lacerda
Authors: Leite, Ingrid Silva de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Gebara, Alexsander Lemos de Almeida
metadata.dc.contributor.members: Ferreira, Roberto Guedes
Carvalho, Flávia Maria de
Pinto, Marcelo Bittencourt Ivair
Ribeiro, Alexandre Vieira
Issue Date: 2015
Abstract: O reinado de D. José I (1750-1777) foi caracterizado por uma série de esforços de reorganização administrativa do império português. Sob influência iluminista e direção de Sebastião José de Carvalho e Melo, o marquês de Pombal, iniciou-se uma nova gestão metropolitana nas colônias. A extensão dos domínios transcontinentais de Portugal exigiu o desenvolvimento de mecanismos para possibilitar seu governo, conectando e enlaçando áreas dispersas através da circulação de homens, mercadorias e instituições. Uma das características desse período foi a construção de memórias e informações compiladas sobre os domínios ultramarinos por viajantes, comerciantes, militares, administradores e religiosos. Tais produtores de notícias cumpriam um papel fundamental para a transmissão de ideias, valores, costumes e saberes no mundo ibérico. Tendo em vista essa “monarquia ilustrada” portuguesa, em alguns desses textos, os autores expressavam críticas e sugestões para racionalizar a administração colonial local e as dirigiam ao rei lusitano. Na visão daqueles homens, tais projetos coloniais eram legítimos e proporcionariam uma melhor administração, visto que a experiência local os gabaritava como os melhores conselheiros reais. A tese tem por objetivo analisar os textos dos militares Elias Alexandre da Silva Correa e Paulo Martins Pinheiro de Lacerda, produzidos em fins do século XVIII sobre a região de Angola. Alguns objetivos nortearão a investigação desses textos. Primeiramente, a identificação das trajetórias desses autores no complexo império português, a fim de perceber como chegaram a Angola e a natureza da iniciativa da compilação das informações sobre as sociedades africanas e das conquistas portuguesas na região. Em seguida, analisar em que medida tais escritos podem ser entendidos como estratégias de seus autores para obter mercês reais. Em terceiro lugar, demonstrar as características mais marcantes dos textos e estabelecer comparações entre eles. Finalmente, se é possível verificar nessas memórias e relatos a existência e a caracterização de denúncias e sugestões para a administração local, a fim de aconselhar o rei a como proceder naqueles domínios, dentro de uma perspectiva iluminista e compará-los, considerando o lugar social de cada autor.
metadata.dc.description.abstractother: The reign of José I (1750-1777) was characterized by a series of administrative reorganization efforts of the Portuguese empire. Under Enlightenment influence and the direction of Sebastião José de Carvalho e Melo, “Marquês de Pombal”, a new metropolitan management in the colonies began. The extension of the transcontinental areas of Portugal required the development of mechanisms to enable his government, connecting and wrapping areas scattered through the movement of men, goods and institutions. One of the characteristics of this period was the construction of memories and information compiled on the overseas areas by travelers, merchants, soldiers, administrators and religious. Such news producers reached a key role in the transmission of ideas, values, customs and knowledge in the Iberian world. In view of this "enlightened monarchy" Portuguese in some of these texts, the authors expressed criticisms and suggestions to streamline the local colonial administration and help the Portugal’s king. In those men perspectives, such colonial projects were legitimated and would provide a better administration. The thesis aims to analyze the texts of the military Elias Alexandre da Silva Correa and Paulo Martins Pinheiro de Lacerda, produced in the late eighteenth century on the region of Angola. Some objectives will guide the research of these texts. First, the identification of the trajectories of these authors in the complex Portuguese empire in order to understand how they came to Angola and the nature of the initiative compilation of information on African societies and Portuguese conquests in the region. Then analyze to what extent such writings can be understood as strategies of their authors to get royal favors. Third, demonstrate the most striking features of texts and make comparisons between them. Finally, if one can check in these memories and reports the existence and characterization of complaints and suggestions for local government, in order to advise the king to how to proceed in these areas, within an Enlightenment perspective and compare them, considering the social place of each author.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/15965
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1672.pdf1.98 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons