Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16212
Title: Oficina de cerâmica do IBC Espaço para a arte – Espaço para a vida
Authors: Bernardinello, Luciana
metadata.dc.contributor.advisor: Reis, Ronaldo Rosas
metadata.dc.contributor.members: Prestes, Zoia
Duayer, Juarez Torres
Ipanema, Rogéria Moreira de
Almeida, Maria da Glória de Souza
Issue Date: 2019
Citation: BERNARDINELLO, Luciana. Oficina de cerâmica do IBC Espaço para a arte – Espaço para a vida. 2019. 369f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: O presente estudo desenvolveu-se no âmbito da Oficina de Cerâmica do Instituto Benjamin Constant. Atuando na particularidade da educação especial e na especificidade do ensino de artes visuais para a pessoa cega, pessoa com baixa visão e pessoa surdocega encontramo-nos ante as problemáticas que envolvem o caráter geral de uma educação estética dos sentidos. Deparamo-nos, do mesmo modo, frente às questões que norteiam essa modalidade de educação, encerrada no caráter geral da educação brasileira, bem como, da sociabilidade capitalista em suas múltiplas determinações históricas. Partindo desta composição, as investigações e análises aqui propostas intencionaram elaborar uma taxonomia da educação estética para as pessoas cegas, pessoas com baixa visão e pessoas sudocegas, considerando-se os aspectos teoréticos e fenomenológicos da experiência artística dos educandos da Oficina de Cerâmica do Instituto Benjamin Constant. Tal intento explorou seus pressupostos teóricos nas assertivas do ser social enquanto um sujeito historicamente constituído (MARX; ENGELS 2007), examinando o sentido ontológico de sua atividade (LUKÁCS, 2013), juntamente com uma perspectiva histórico-cultural do psiquismo humano (VIGOTSKI, 1997), que encontra nos aspectos particulares da educação as possibilidades de humanização dos sentidos (MARX, 2015). Aspectos teóricos esses, devidamente consubstanciados pelas análises das poéticas visuais dos artefatos artísticos produzidos pelos educandos da Oficina e, não por menos, dos processos de fazer e fruir que norteiam essa produção. Doravante, nossas pesquisas, conscientes de que evocam sentidos que se circunscrevem sob o modo de produção capitalista, optaram por seguir na direção apontada por Marx e Engels (2007), em que importa, para além de compreender o mundo, transformá-lo. Assim, nosso método de investigação e exposição assentou-se em um estudo etnográfico fundamentado na práxis, pois, empenhou-se em perscrutar nas contradições que permeiam o objeto de pesquisa as possibilidades de avançar do concreto caótico ao concreto pensado, passando pelas abstrações teóricas (KOSÍK, 1969), que tencionam incidir sobre a essência que subjaz o fenômeno da educação estética, assim como, da educação dos sentidos para pessoas cegas, pessoas com baixa visão e pessoas surdocegas.
metadata.dc.description.abstractother: The present research was developed within the Benjamin Constant Institute Pottery Studio. Acting on the particularity of special education and the specificity of visual arts teaching for the blind person, low vision with person and deafblind with person, we find ourselves facing the problems that involve the general character of an aesthetic education of the senses. We are also faced with the questions that guide this modality of education, enclosed in the general character of Brazilian education, as well as the capitalist sociability in its multiple historical determinations. From this composition, the investigations and analyzes proposed here intended to elaborate a taxonomy of aesthetic education for the blind person, low vision with person and deafblind with person, considering the theoretical and phenomenological aspects of the artistic experience of students attending the Benjamin Constant Institute Pottery Studio. This intention exploited its theoretical assumptions in the assertions of social being as a historically constituted subject (MARX; ENGELS 2007), examining the ontological meaning of its activity (LUKÁCS, 2013) together with a historical-cultural perspective of the human psyche (VIGOTSKI, 1997), which finds in the particular aspects of education the possibilities of humanization of the senses (MARX, 2015). These theoretical aspects, properly substantiated by the analysis of the visual poetics of the artifacts produced by the workshop's students and, not least, of the processes of making and enjoying that guide this production. Henceforth, our researches, aware that they evoke meanings that are circumscribed under the capitalist mode of production, have opted to go in the direction pointed by Marx and Engels (2007), where it is important, beyond understanding the world, to transform it. Thus, our method of investigation and exposure steadied on an ethnographic study based on praxis, since it endeavored to peer into the contradictions that permeate the research object the possibilities of advancing from chaotic concrete to thought concrete, through abstractions. (KOSÍK, 1969), which intend to focus on the essence that underlies the phenomenon of aesthetic education, as well as the education of the senses for the blind person, low vision with person and deafblind with person.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16212
Appears in Collections:POSEDUC - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE - BERNARDINELLO, Luciana.pdf4.97 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons