Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1654
Title: A prática educativa do enfermeiro preceptor no processo de formação em saúde : a ESF como um arco-íris de possibilidades
Authors: Chagas, Flávia de Jesus Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor: Daher, Donizete Vago
metadata.dc.contributor.members: Paz, Elisabete Pimenta Araújo
Gouvêa, Mônica Villela
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Chagas, Flávia de Jesus Ribeiro. A prática educativa do enfermeiro preceptor no processo de formação em saúde: a ESF como um arco-íris de possibilidades. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2014.
Abstract: O processo de formação nos Cursos de Graduação em Saúde no Brasil vem vivenciando, nos últimos anos, mudanças curriculares significativas, buscando adequar-se às necessidades do um mundo globalizado, onde demandas plurais exigem do profissional de saúde um perfil generalista, voltado para a transdisciplinaridade, para a complexidade, para o cuidado integral e para a multiprofissionalidade. Para atender a estas novas propostas, esses Cursos devem ser norteados por dinâmicas e práticas pedagógicas que capacitem o indivíduo a agir de forma criativa frente às complexidades das situações do cotidiano. Assim, é necessário que os profissionais de saúde que atuarão como preceptores de graduandos nos cenários de prática sejam reflexivos em relação às práticas, criando espaços de compartilhamento de experiências, realizando trocas profícuas por meio de suas ações cotidianas, aprimorando o outro e também aprimorando-se nas diferentes atividades que se efetivam nos espaços de formação em saúde. Objetiva-se neste estudo conhecer a prática do enfermeiro preceptor no processo de formação de graduandos de enfermagem na ESF do município de Itaboraí; identificar as características do enfermeiro preceptor e sua visão sobre as ações de preceptoria na ESF-Itaboraí; analisar as potencialidades e as limitações da prática do enfermeiro preceptor no processo de formação na ESF; e propor diretrizes para institucionalização de um programa de preceptoria para o município de Itaboraí. A metodologia é descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa. Os participantes foram 12 enfermeiros preceptores e ex-preceptores, que atuam no município. A coleta de dados se deu por meio de entrevista. O cenário da pesquisa foi o município de Itaboraí, localizado na região Metropolitana II, no estado do Rio de Janeiro. As entrevistas foram analisadas por meio de análise temática, pelo agrupamento de informações de acordo com características comuns, gerando 4 categorias: 1) “A preceptoria como um arco-íris: espaço de trocas”, “Do turvo à luz: a constituição da preceptoria no município de Itaboraí”, “A Estratégia Saúde da Família (ESF) como aquarela de ações no processo de formação em saúde”, “Nuances e Matizes de um fazer em saúde: fortalezas e desafios para a efetivação da preceptoria”. Neste sentido, as práticas desenvolvidas pelos enfermeiros preceptores do município de Itaboraí levam ao entendimento que sua principal função objetiva o crescimento mútuo, o caminhar de vários atores na direção do conhecimento e do entendimento de suas atribuições na intrínseca relação entre a teoria e a prática. Por vários momentos durante o estudo me perguntava: “que habitus o enfermeiro preceptor de Itaboraí incorporou desta relação?” E entendi por meio das entrevistas e dos saberes experienciais apreendidos, que esse profissional é um educador por natureza e que utiliza como ferramenta em suas práticas o conhecimento, a criatividade, as parcerias, a inovação e a determinação. Eles entendem que a ESF é um cenário ímpar para o formar em saúde pois, como porta de entrada do sistema de saúde, contribui com reflexões sobre o real papel e as responsabilidades do enfermeiro como parte deste sistema e como responsável em formar profissionais comprometidos com a qualidade da assistência, deixando assim um legado: o de “formar no SUS e para o SUS”, cumprindo, assim, parte dos preceitos do sistema de saúde vigente
metadata.dc.description.abstractother: In the last few years, the training process in Undergraduate Health Courses in Brazil has experienced significant curricular changes by seeking to adjust to the needs of a globalized world, where pluralistic demands require from the health professional a generalist profile, focused on transdisciplinarity, complexity, comprehensive care and multiprofessionality. In order to meet these new proposals, these Courses should be guided by pedagogical dynamics and practices that allow the individual to act with the complexities of everyday situations in a creative way. Accordingly, it is necessary that health professionals who will act as preceptors of undergraduate students in practice scenarios are reflective in relation to the practices by creating spaces for sharing experiences, performing fruitful exchanges through their everyday actions, improving the other and also improving themselves on the different activities that are conducted in health training spaces. In this study, the objectives are: to know the practice of nursing professionals who are preceptors in the training process of undergraduate nursing students in the FHS of the city of Itaboraí; to identify the characteristics of preceptor nurses and their viewpoint on the preceptorship actions in the FHS-Itaboraí; to analyze the potentialities and limitations of the practice of the preceptor nurses in the training process in the scope of the FHS; and to propose guidelines for the institutionalization of a preceptorship program for the city of Itaboraí. The methodology is descriptive and exploratory, with qualitative approach. The participants were 12 nurses who were preceptors and former-preceptors and that act in the city at stake. The data collection took place by means of interviews. The research scenario was the city of Itaboraí, situated in the Metropolitan Region II, in the state of Rio de Janeiro, Brazil. The interviews were analyzed by means of thematic analysis, through the grouping of information according to common characteristics, thereby creating four categories: 1) “The preceptorship as a rainbow: space for exchanges”, “From turbid to light: the constitution of preceptorship in Itaboraí”, “the Family Health Strategy (FHS) as watercolor of actions in the health training process”, ““Details and approaches of a health practice: strengths and challenges for an effective accomplishment of preceptorship”. In this sense, the practices developed by the preceptor nurses of the city of Itaboraí lead to the understanding that their main function has the objective of promoting the mutual growth, i.e., the walking of several actors towards the knowledge and understanding of their assignments in the intrinsic relationship between theory and practice. At various moments during the study, I asked myself: “what habitus is incorporated by the preceptor nurse of Itaboraí through this relationship?” Then, I understood, through interviews and seized experiential knowledge, that this practitioner is an educator by nature and that makes use of knowledge, creativity, partnerships, innovation and determination as tools throughout its practices. Preceptors understand that the FHS is a matchless scenario for the “health training”, because, as an entrance door for the health system, contributes by means of reflections on the actual role and the responsibilities of the nursing professional as part of this system and as responsible for training professionals committed to quality of care, thereby leaving a legacy: "training in the SUS and for the SUS”, thereby complying with a portion of the precepts of the health system in force
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1654
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Flavia de Jesus Ribeiro Chagas.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.