Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1655
Title: Formação e prática de multiplicadores em testes rápidos para o vírus da imunodeficiência humana na região da baixada litorânea/RJ
Authors: Alóchio, Kyra Vianna
metadata.dc.contributor.advisor: Gouvêa, Mônica Villela
metadata.dc.contributor.members: Maksud, Ivia
Daher, Donizete Vago
Souza, Ândrea Cardoso de
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Alochio, Kyra Vianna. Formação e prática de multiplicadores em testes rápidos para o vírus da imunodeficiência humana na região da Baixada Litorânea/RJ. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2015
Abstract: O objetivo deste trabalho foi investigar a formação e a prática de multiplicadores em Testes Rápidos para Diagnóstico do Vírus da Imunodeficiência Humana (TRD/HIV) na região da Baixada Litorânea no estado do Rio de Janeiro. Trata-se de um estudo descritivo exploratório de campo com abordagem qualitativa. Os dados foram obtidos entre os meses de outubro e dezembro de 2014 através de entrevistas semiestruturadas com treze trabalhadores da saúde, sendo nove multiplicadores regionais e quatro coordenadores municipais de programas de DST/Aids. A análise temática dos dados permitiu identificar duas categorias principais: a) Formação de multiplicadores regionais: diversidade de atividades e b) Replicação e descentralização do TRD/HIV: entre críticas e obstáculos. A primeira categoria permitiu observar que os multiplicadores avaliaram positivamente seu processo de formação na região, e que estes são perpassados por características de três tipos de atividades: técnica, educacional e cuidadora, de acordo com sua preferência pela multiplicação ou execução/aconselhamento. A segunda categoria reuniu análises afinadas às perspectivas da prática de replicação dos multiplicadores, e discutiu a oferta da formação de executores/aconselhadores, além das perspectivas de descentralização do TRD/HIV na região. Detectou-se baixo número de oficinas replicadas no período de um ano. As principais dificuldades relacionadas à replicação foram a diminuição da carga horária de replicação, a pouca disponibilidade dos multiplicadores regionais e a ausência de apoio político da gestão municipal para a efetivação das oficinas. A morosidade no processo de descentralização da testagem rápida para as unidades municipais foi relacionada em parte ao pequeno número de multiplicadores formados na região e sua pouca disponibilidade. Por outro lado, reconheceu-se o fato de que há unidades sem condições mínimas para a implantação do TRD e, nesses casos, os participantes apontaram desmotivação dos executores/aconselhadores municipais formados diante da desorganização dos serviços nas unidades. Apesar das críticas e do reconhecimento de obstáculos, percebeu-se a perspectiva de um trabalho colaborativo no processo de replicação, em especial por parte de coordenadores formados multiplicadores. Os participantes defenderam a realização de oficinas periódicas pela secretaria estadual de saúde ou a possibilidade dessa formação ser descentralizada para os multiplicadores regionais de modo a diminuir a dependência dos municípios em relação à disponibilidade dos multiplicadores regionais. Conclui-se que, para que a replicação aos municípios aconteça, são necessários movimentos frequentes de sensibilização desde as instâncias de gestão/gerência até as equipes de saúde. O estudo resultou em um encontro regional envolvendo SES, CIES regional e sujeitos participantes no qual foi ratificada a importância da proposição de ações capazes de articular sujeitos envolvidos com as ações programáticas, fortalecendo estratégias de aproximação em âmbito regional, promovendo a prática reflexiva e possibilitando espaços de produção de saberes e enfrentamento de fragilidades na concepção da Educação Permanente em Saúde
metadata.dc.description.abstractother: The goal of this study was to investigate the qualification and practice of multipliers in rapid tests for diagnosis of human immunodeficiency virus (TRD/HIV) in the Coastal Lowlands region of Rio de Janeiro state. It is an exploratory descriptive study, with a qualitative approach. The data were collected between October and December 2014 through semi-structured interviews with thirteen health workers, and nine regional multipliers and four municipal coordinators of sexually transmitted diseases programs (DST). Subject analysis of the data allowed us to identify two main categories: a) Regional multipliers Qualification: Diverse activity b) TRD/HIV replication and Decentralization: between critics and obstacles. The first category observed that the multiplier positively analyzed their training process in the region and these are crossed by three types of characteristics of activities: technical, educational and caregiver, according to their preference by multiplying, execution or advice. The second category brought together multiplier prospect analyses of replication practice and discussed the offer of training executors/advisers, besides the decentralization prospects of TRD/HIV in the region. A low number of replicated workshops in a one year period of time were detected. The main difficulties related to replication were the reduction of workload replication, the limited availability of regional multipliers and the lack of political support from municipal management to perform the workshops. The rapid testing unit delay and the municipal decentralization process for the units were related to the small number of trained multipliers in the region and their limited availability. On the other hand, it was recognized that there were no minimum conditions for the TRD implementation to take place and lower motivation was pointed out by executors /advisers. Despite the obstacles recognition and criticism, collaborative work perspective in the replication process was noticed, especially by coordinator-trained multipliers. Participants called for periodic workshops held by the health state board or the possibility of such training is decentralized to regional multipliers, in order to reduce the dependence of municipalities regarding the availability of regional multipliers. In conclusion, in order for replication to occur the municipalities are required to have frequent awareness movements, from management/manages level / up to health teams. The study resulted in a regional meeting involving the health state board, the Education and Health integration services (CIES) and the participating subjects that were ratified by the importance of proposing programmatic actions to articulate involved individuals with program activities, strengthening strategies approach at the regional level, promoting reflective practice and enabling knowledge production room and coping with weaknesses in the design of Continuing Education in Health
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1655
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Kyra Vianna Alochio.pdf2.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.