Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16572
Title: Análise farmacêutica das prescrições de quimioterápicos orais dispensados pela farmácia ambulatorial do Hospital do Câncer I e centro de transplante de medula óssea do Inca
Authors: Souza, Marianna Cardoso de Araújo
metadata.dc.contributor.advisor: Ferraz , Carla Valéria Vieira Guilarducci
metadata.dc.contributor.members: Ferraz, Carla Valéria Vieira Guilarducci
Teixeira, Rafaela Gomes da Silva
Castro, Clarissa Lourenço de
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Souza, Marianna Cardoso de Araújo. Análise farmacêutica das prescrições de quimioterápicos orais dispensados pela farmácia ambulatorial do Hospital do Câncer I e centro de transplante de medula óssea do Inca. 2017. 69f. Monografia de Conclusão de Curso (Especialização em Farmácia Hospitalar) - Faculdade de Farmácia, Universidade Federal Fluminense, 2017.
Abstract: O desenvolvimento de antineoplásicos orais elevou a um novo paradigma o tratamento oncológico. Entretanto, esses agentes apresentam alto risco de gerar toxicidade ao paciente. Nesse cenário, a receita médica é vista como documento terapêutico de alta relevância, o que justifica o empenho em se aferir a sua qualidade. Com este estudo, objetivou-se proceder à análise farmacêutica de prescrições médicas de quimioterápicos orais dispensados pela farmácia ambulatorial do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, unidades HCI e CEMO, Rio de Janeiro (RJ), referentes ao período de 01 de julho a 01 de agosto de 2015, com o intuito de verificar nesse receituário a presença de dados pertinentes ao paciente e ao seu tratamento oncológico. Para consecução do projeto, realizou-se o levantamento do conteúdo das receitas médicas – com verificação de itens tais como indicação do quimioterápico oral; conformação de dose, posologia e tempo de tratamento com o protocolo escolhido pelo médico; itens da prescrição; existência de interações medicamentosas entre os medicamentos prescritos concomitantemente a quimioterápicos orais; adoção da classificação ATC (Anatomical Therapeutic Chemical Code) – e dos prontuários dos pacientes, para verificação de informação relevante não constante na receita médica, baseada em modelo de lista de conferência criada especificamente para a pesquisa segundo diretrizes internacionais da área. A análise e o tratamento do material investigado revelaram que a qualidade da prescrição da instituição carece de melhorias, a fim de que o processo de assistência à saúde se torne mais seguro e consequências adversas ao paciente sejam evitadas. Nesse sentido, o farmacêutico tem muito a contribuir ao realizar a avaliação da receita médica, uma vez que esse profissional é diretamente responsável pela identificação, resolução e prevenção de problemas relacionados a medicamentos. Espera-se que a análise levada a efeito contribua para a melhoria do sistema como um todo e para uma inserção mais efetiva do farmacêutico nesse processo, tornando-o um participante ativo na prevenção de erros de medicação.
metadata.dc.description.abstractother: The development of oral antineoplastics has elevated the oncological treatment to a new paradigm. However, these agents present a high risk of generating toxicity to the patient. In this scenario, the medical prescription is seen as a therapeutic document of high relevance, which justifies the commitment to assess its quality. This study aimed to perform the pharmaceutical analysis of medical prescriptions of oral chemotherapeutics dispensed by the outpatient pharmacy of the National Cancer Institute José Alencar Gomes da Silva, HCI and CEMO units, Rio de Janeiro (RJ), for the period from July 1 to August 1 2015, in order to verify in this prescription the presence of pertinent data to the patient and his oncological treatment. To achieve the project, the content of medical prescriptions was surveyed – with verification of items such as indication of oral chemotherapy; dose conformation, dosage and time of treatment with the protocol chosen by the physician; prescription items; the existence of drug interactions between drugs prescribed concomitantly with oral chemotherapeutics; adoption of the ATC (Anatomical Therapeutic Chemical Code) classification – and patient records to verify relevant non-constant information in the medical prescription, based on a conference list template created specifically for research according to international guidelines in the area. The analysis and treatment of the material investigated revealed that the quality of the prescription of the institution needs to be improved in order to make the health care process safer and adverse consequences to the patient are avoided. In this sense, the pharmacist has much to contribute to the evaluation of medical prescription, since this professional is directly responsible for the identification, resolution and prevention of problems related to medications. It is hoped that the analysis carried out will contribute to the improvement of the system as a whole and to a more effective insertion of the pharmacist in this process, making him an active participant in the prevention of medication errors.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16572
Appears in Collections:RESIFARM - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mariana Cardoso de Araujo.pdf811.35 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.