Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1685
Title: Educação permanente sobre infecção sexualmente transmissível no Instituto Federal Fluminense
Authors: Alves, Lauanna Malafaia da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Cortez, Elaine Antunes
metadata.dc.contributor.members: Xavier, Maria Lelita
Valente, Geilsa Soraia Cavalcanti
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Alves, Lauanna Malafaia da Silva. Educação permanente sobre infecção sexualmente transmissível no Instituto Federal Fluminense. 2015. 122 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2015.
Abstract: O presente estudo tem por objetivos identificar as dúvidas dos alunos do Instituto Federal Fluminense (IFF) Campus Campos Guarus sobre Infecção Sexualmente Transmissível (IST) e propor uma abordagem ou metodologia educacional mais apropriada para os mesmos; programar e realizar a Educação Permanente, no Instituto Federal Fluminense, tendo como ponto de partida a temática IST; elaborar uma Fan Page para disponibilizar oficinas de educação permanente para profissionais de saúde e educação sobre IST. A problemática que levou ao desenvolvimento desta pesquisa surgiu a partir da percepção pelos autores que, em sala de aula, sabem que a quantidade de assuntos para serem retratados é grandiosa, pois, tendo que desenvolver o conteúdo pedagógico, os professores acabam não dialogando sobre assuntos pessoais e íntimos com os alunos, e os servidores, muitas das vezes não sabem como lidar com a sexualidade dos adolescentes. Do outro lado, a família e os pais modernos têm cada vez menos tempo para dialogar com os seus filhos. Deste modo, cabe perguntar: quem poderá contribuir para a prevenção de IST dos adolescentes e outros problemas relativos ao autocuidado? Seria importante que os servidores da escola participassem de um projeto de educação permanente? Desta forma, esta pesquisa é um estudo descritivo e exploratório, com abordagem metodológica qualitativa, pesquisa de campo, participativa, do tipo pesquisa-ação, realizada no IFF Guarus. Por ser uma pesquisa que envolve seres humanos, a mesma foi submetida ao comitê de ética e aprovada em 08/08/2014 com o parecer número 741.076. Como sujeitos desta pesquisa têm-se os alunos do primeiro ano do Ensino Médio dos cursos de Meio Ambiente e Eletrônica e os servidores do IFF Guarus. Para a coleta de dados trabalhou-se em momentos distintos, primeiramente com os discentes, com a realização de entrevista semiestruturada e caracterização, depois com os servidores, através de oficinas de Educação Permanente sobre IST. Dos 127 alunos convidados, 64% participaram e dos 161 servidores convidados, 11% compareceram às oficinas. Para análise de dados, foram utilizados os preceitos de Bardin e como referencial teórico, Paulo Freire e Dorothéa Orem. E assim, emergiram quatro categorias: Desconhecimento + Infecção Sexualmente Transmissível = Perigo; Educação e Saúde em Ambiente Escolar; Educação Permanente na Escola; A importância da sensibilização para reconstrução de atitudes e valores profissionais. Como produto de pesquisa, elaborou-se uma Fan Page e como subproduto, um Guia para realização de Educação Permanente na Escola sobre IST, situações problemas baseadas na coleta de dados para serem utilizadas em metodologia ativa de ensino e um roteiro de Sistematização da assistência de enfermagem para adolescentes com foco na prevenção de IST. Conclui-se que a Educação Permanente é um recurso pedagógico que poderá auxiliar nos problemas relacionados à vida dos atores envolvidos no ambiente de trabalho e que saúde também pode e deve se aprender na escola, priorizando a criança e o adolescente, pois é uma fase propícia para mudança e aquisição de novos comportamentos. A proposta é que educadores e educandos possam juntos intervir no mundo, através de pedagogia educativa que tem com o foco principal o ser humano, compartilhando experiências e vivenciando cada conquista por dias melhores na saúde e educação.
metadata.dc.description.abstractother: This study ai,ms to identify the doubts of the students of the Federal Institute Fluminense (IFF) Campus Guarus Courses on Sexually Transmitted Infection (STI) and propose a more appropriate educational approach or methodology, plan and carry out the Continuing Education at the Federal Fluminense Institute, taking as its starting point the theme IST; as well as draw up a Fan Page to provide continuing education workshops for health professionals and education on STIs. The problems that led to the development of this research arose from the perception by authors and in the classroom, knowing that the number of subjects to be portrayed is great, and having to develop the educational content, teachers do not keep a dialogue about personal and family matters with students, and the servers very often do not know how to deal with adolescent sexuality. On the other hand, family and modern parents have increasingly less time to talk with their children. Thus, the question: who can contribute to the prevention of STIs with teens and other problems related to self-care? It is important that school servers participate in a continuing education project? So, this research is a descriptive study with a qualitative methodological approach, field research, participatory action research of the kind held in IFF Guarus. Being a research involving human beings, it was submitted to the ethics committee and approved on 08.08.2014 with the opinion number 741,076. As subjects of this research we have the first year high school of Environment course, the Electronics course and servers IFF Guarus. For data collection we worked at different times, first with the students with the realization of semi-structured interviews and characterization, then with the servers through workshops of Continuing Education on STIs. Of the 127 invited students, 64% participated and 161 servers, 11% attended the workshops. For data analysis, the precepts of Bardin and theoretical reference of Paulo Freire and Dorothea Orem were used. And so, four categories emerged: Ignorance + Sexually Transmitted Infection = Danger; Education and Health in School Environment; Continuing Education in School; The importance of raising awareness to changing attitudes and professional values. As a research product, we developed a Fan Page and as a byproduct, a Guide for realization of Continuing Education at the School of IST, problem situations based on the collection of data for use in active teaching methodology and SAE script for teen with focus on prevention of STIs. We conclude that Permanent Education is an educational resource that can assist in problems related to the life of the actors involved in the work environment and health can and should be learned in school, giving priority to children and adolescents, because it is a propitious stage to change and acquire new behaviors. The proposal is for teachers and students together to intervene in the world through educational pedagogy that is the main focus on the human, sharing experiences and experiencing each achievement for better days in health and education.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1685
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lauanna Malafaia da Silva Alves.pdf81.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.