Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16903
Title: Longe demais das capitais? Cultura política, distinção social e movimento estudantil no Piauí, 1935-1984
Authors: Vale Junior, João Batista
metadata.dc.contributor.advisor: Castelo Branco, Edwar de Alencar
metadata.dc.contributor.members: Nascimento, Francisco Alcides do
Venancio, Giselle Martins
Fontineles, Claudia Cristina da Silva
Araújo, Maria Paula Nascimento
Issue Date: 2010
Abstract: Esta tese procura mostrar as especificidades do Movimento Estudantil (ME) piauiense. O balizamento histórico estabelecido para a abordagem, situa-se entre a formação da primeira entidade de representação estudantil no Piauí (1935) e as manifestações locais que, nessa Unidade da Federação, marcaram o período de crise e superação da ditadura civil-militar, instaurada no Brasil em 1964: o ano de 1984. Procurou-se demonstrar que a constituição da identidade do ME, no Piauí, deu-se em um cenário em que a força dos valores e tradições conservadoras consubstanciaram-na. Ao tempo em que esses valores e tradições, geralmente sustentadas no tripé ordem/disciplina/progresso impediam a imersão das entidades estudantis em um círculo de referências ideológicas e políticas identificadas com o romantismo revolucionário de esquerda, fundamentavam também formas de distinção social e política que elevavam as lideranças estudantis ao patamar de interlocutores diretos com os círculos do poder. Essas condições de interlocução permitiam a essas lideranças atingirem metas reivindicativas que reforçavam a eficácia de sua representação. As transformações políticas pelas quais passou o Brasil nos anos 70 impactaram o ME piauiense de maneira a aproximá-lo do ideário de esquerda, alterando significativamente a composição de suas lideranças, referências ideológicas e estratégias de luta. Até meados dos anos 80, apesar das mudanças em sua dinâmica interna, o ME piauiense conservou parte de sua capacidade de diálogo com o campo político dominante, tendo a imprensa de Teresina como mediadora dessa relação e como difusora das bandeiras de luta e mobilizações estudantis junto à opinião pública.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/16903
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons