Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1858
Title: A temporalidade dos equipamentos de informática e o descarte sustentável : estudo de caso de uma escola de rede pública da cidade do Rio de Janeiro
Authors: Gouvêa Júnior, Manoel Francisco Lopes de
metadata.dc.contributor.advisor: Abreu, Júlio Cesar Andrade de
metadata.dc.contributor.advisorco: Leite, Clemente Gonzaga
metadata.dc.contributor.members: Kono, Cláudia Mitie
Issue Date: 12-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O presente trabalho procurou analisar o processo de baixa do inventário dos equipamentos de informática, quando imprestáveis ou inservíveis, em uma unidade escolar da rede pública do município do Rio de Janeiro, e seu descarte sustentável dentro das previsões legais que tratam da política de gestão integrada de resíduos sólidos, observando a destinação final baseada na logística reversa. Os objetivos propostos foram identificar a positividade da desconcentração no controle dos equipamentos de informática nas escolas da rede pública do município do Rio de Janeiro através do fortalecimento e participação das instâncias democráticas presentes na escola: o Conselho Escola Comunidade (CEC) e o Grêmio Estudantil; evidenciar a importância da divulgação da legislação vigente sobre a logística reversa; sugerir a simplificação das etapas para o descarte do material imprestável ou inservível; e analisar a importância da criação de um grupo permanente, dentro da escola, para acompanhamento e controle dos equipamentos de informática. Por se tratar de um estudo de caso, restrito a uma unidade escolar, foram utilizados, como procedimentos metodológicos, a pesquisa de campo com levantamento dos bens de informática existentes e entrevista com o gestor da unidade escolar, utilizando o tipo de entrevista proposta por Zanella (2009) de máxima liberdade focalizada, permitindo conhecer o comportamento, valores e percepções do gestor frente ao objeto de investigação. Como resultado, o presente trabalho identificou que o desconhecimento da legislação sobre logística reversa por parte do gestor escolar, o excesso burocrático e, de certo modo, o descaso com a coisa pública, são entraves ao tratamento adequado ao descarte sustentável dos equipamentos de informática, favorecendo a permanência de muitos equipamentos de informática, passíveis de baixa, dentro da escola por longo período de tempo. As instâncias democráticas, presentes nas escolas, CEC e Grêmio Estudantil, atualmente assumem papel secundário, estando mais atreladas às exigências legais de funcionamento do que ao protagonismo esperado pela comunidade escolar e sociedade de modo geral.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/1858
Appears in Collections:APD - Trabalhos de Conclusão de Curso - Volta Redonda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Manoel Francisco Lopes de Gouvêa Júnior.pdf626.75 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons