Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/188
Title: Margear o outro : viagem, experiência e notas de Euclides da Cunha nos sertões baianos
Authors: Nogueira, Nathália Sanglard de Almeida
metadata.dc.contributor.advisor: Castro, Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de
metadata.dc.contributor.members: Venancio, Giselle Martins
Pereira, Leonardo Affonso de Miranda
Issue Date: 2013
Citation: NOGUEIRA, Nathália Sanglard de Almeida. Margear o outro : viagem, experiência e notas de Euclides da Cunha nos sertões baianos. 2013. 133 f. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, Universidade Federal Fluminense Niterói, 2013. Disponível em: <http://www.historia.uff.br/stricto/td/1705.pdf>.
Abstract: Esta dissertação propõe remontar a feitura d‘Os sertões, de modo a recuperar as imagens traçadas por Euclides da Cunha a respeito das terras agrestes, desde sua mocidade aos escritos posteriores. Assim, preliminarmente, serão analisadas as oscilações euclidianas em torno do sertão, entre uma tônica idílica, nos poemas e artigos da juventude, e uma atordoante, nos registros ulteriores, marcados por leituras cientificistas. Em seguida, a partir de sua estada na Bahia, cruzando-se um "ter estado lá" e tendências do pensamento científico e histórico à época, pretende-se avaliar a centralidade do contato do autor com as coisas e pessoas deste canto de um Brasil ignoto e perceber como o exercício de um olhar etnográfico converteu a viagem em impulso e embrião para sua obra-mestra, o que se ambiciona corroborar em função do cotejo entre sua caderneta, suas correspondências enviadas ao jornal O Estado de S. Paulo e o livro em questão. Por último, estuda-se o mecanismo de tradução da alteridade sertaneja, perdida em recônditas trilhas, onde haveria o mais genuíno, anacrônico, aterrador e vigoroso Brasil.
metadata.dc.description.abstractother: This dissertation aims to reconstruct the made of Os Sertões (Rebellion in the Backland) in order to rescue the images built by Euclides da Cunha on the wild lands, from his youlth antil his late writings. Firstly, we analyze Euclidean variations on the backlands: something between in idyllic accent, during the poems and essays of his young years, and the dazzling tone of the scientific readings of his late works. Secondly, taking into consideration Cunha’s staying in Bahia and contrasting the experience of “having been there” to the scientific and historical thoughts of that moment, we evaluate the centrality of the author’s contact with peoples and things that belonged to an unknown part of Brazil, trying to understand how and ethnographic eye converted his voyage into the seed of his master piece. To do so, we collate his notes and letters to the newspaper O Estado de S. Paulo and the Rebellion in the Backlands. We finally study the translation of the backland people’s otherness, which was lost in the remote roads where the most genuine
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/188
Appears in Collections:PPGH - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nogueira, Nathalia-Disser-2013.pdf940.77 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons