Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/202
Title: Nas prensas e nos quartéis: as demandas dos militares subalternos através da coluna “Plantão Militar” (1957-1964)
Authors: Carvalho, Bruno Guedes de
Keywords: Militar;  Brasil;  Última Hora (jornal)
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal Fluminense. Departamento de História
Citation: CARVALHO, Bruno Guedes de. Nas prensas e nos quartéis: as demandas dos militares subalternos através da coluna “Plantão Militar” (1957-1964). 187 f. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, Universidade Federal Fluminense Niterói, 2013. Disponível em: <fhttp://www.historia.uff.br/stricto/td/1765.pdf>.
Abstract: A presente pesquisa trata das demandas dos militares subalternos das Forças Armadas, em especial a graduação dos sargentos, não apenas em prol de melhorias em seu duro cotidiano profissional, como também na busca pela extensão de direitos básicos de cidadania. Reivindicações que encontraram espaço e difusão privilegiados na coluna "Plantão Militar", assinada pelo jornalista, e sargento reformado do Exército, João Batista de Paula, no jornal Última Hora, durante a segunda metade da década de 1950 e a primeira de 1960. Através da análise sobre as várias edições da coluna, procurou-se atestar como se dava a discussão sobre questões profissionais específicas que, em grande medida, afetavam o cotidiano profissional destes militares. Problemas como a falta de leis gerais relativas à promoção ao círculo dos oficiais, a má qualidade da alimentação servida em algumas unidades militares e a falta de assistência trabalhista a que estavam sujeitos os funcionários civis das Forças Armadas. Questões relacionadas à extensão de certos direitos básicos, relativos ao exercício da cidadania, dos quais muitos sargentos estavam excluídos, também foram objeto de debate em "Plantão Militar": o direito ao voto, ao casamento e acesso à casa própria. A comparação da situação vivida pelos sargentos com a dos demais trabalhadores, no meio civil, era, quase sempre, inevitável. Fator que levava a abordagem jornalística in loco, de caráter opinativo, empreendida por seu colunista sobre o setor militar, a considerar os rumos pelos quais certos debates de caráter político mais geral eram encaminhados dentro das Forças Armadas. Iniciativa que, necessariamente, implicava em considerar a conjuntura política que o cercou durante os anos de publicação de sua coluna, bem como seus efeitos dentro da Instituição Militar.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/202
Appears in Collections:PPGH - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carvalho, Bruno-Dissert-2013.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.