Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2024
Title: Teoria ampliada do estado e biopolítica em tempos de crack na redemocratização
Authors: Morais, Dayana Rosa Duarte
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Cláudia Henschel de
metadata.dc.contributor.advisorco: Cerqueira Filho, Gisálio
metadata.dc.contributor.members: Abreu, Júlio Cesar Andrade de
Bezerra, Gustavo Antonio das Neves
Issue Date: 26-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo principal analisar a política pública de drogas no município do Rio de Janeiro, tendo como horizonte a Reforma Psiquiátrica na forma da Lei 10.216/2001. Utiliza-se de metodologia mista para interpretar o conteúdo do material jornalístico acumulado pelo Observatório de Política de Drogas do LAPSICON-UFF, no período de 2011-2013, e conteúdo de entrevistas realizadas com intelectuais orgânicos da área. Para tanto, toma-se como marco teórico as obras de Michel Foucault e Antonio Gramsci no que tange, respectivamente, à biopolítica e teoria ampliada do Estado. Tais interlocutores contribuem na comparação da relação entre a normalização dos corpos e os códigos de posturas do Império e a atual conjuntura de política para drogas que, conforme será apresentado, indica o retorno do paradigma manicomial baseado no isolamento e higienização social e identifica a obsessão estatal em situar o desvio da norma como sintoma contemporâneo.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2024
Appears in Collections:GPV - Trabalhos de Conclusão de Curso - Volta Redonda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013-Administraçãopublica-DAYANA ROSA DUARTE MORAIS.pdf55.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.