Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2132
Title: Análise termodinâmica da presença do acetaldeído em correntes provenientes da reforma a vapor do etanol para células a combustíveis
Authors: Corrêa, Gabriela dos Anjos
Crisóstomo, Paula Avilez
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Hugo Alvarenga
metadata.dc.contributor.members: Coutinho, Ana Carla da Silveira Lomba Sant´Ana
Simões, Rita de Cássia Colman
Issue Date: 17-Aug-2016
Abstract: O intenso uso de compostos não renováveis, como o petróleo e o gás natural, para satisfazerem a demanda mundial de energia, vem acarretando sérios problemas para a sociedade, como o efeito estufa e a poluição ambiental. Problemas estes, que vem crescendo cada vez mais, comprometendo a saúde da sociedade e a qualidade do meio ambiente em todo o planeta. Diante dessa situação, a busca de outras fontes energéticas se torna necessária estimulando estudos de células a combustíveis. Tais células produzem energia elétrica e normalmente são alimentadas por hidrogênio, um composto limpo e sustentável. O hidrogênio pode ser produzido a partir da reforma a vapor do etanol, que é um produto renovável. Contudo, na reforma do etanol ocorre a formação de acetaldeído e monóxido de carbono, que são contaminantes de algumas células a combustível. Sendo assim, é necessário um estudo para que se elimine a formação desses produtos intermediários na reforma a vapor. Dessa forma, foi realizado um estudo termodinâmico para verificar o efeito da concentração dos reagentes na carga de alimentação do reator assim como a temperatura reacional. Em todas as faixas de temperatura e razão etanol: água estudadas, a formação de acetaldeído ficou menor do que 1 ppm. Isto demonstra que este não é preferencialmente formado por controle termodinâmico, ou seja, o acetaldeído é um produto majoritariamente cinético. A melhor condição reacional determinada para obter a menor concentração de acetaldeído na reforma a vapor foi na temperatura de 700 °C e com excesso de água, em uma proporção etanol: água de 1:9
metadata.dc.description.abstractother: The large use of non-renewable compounds, such as oil and natural gas, in order to satisfy the world demand for energy, has been causing a lot of serious problems for the society, such as the greenhouse effect and environmental pollution. These problems is growing increasingly, jeopardizing the health of society and the quality of the environment around the planet. Given this situation, in order to search order types of energy sources, the use of PEM type of fuel are increasing. These cells produce electricity and are fed by hydrogen, a clean and sustainable compound. It can be produced from the steam reform of ethanol, which is a renewable product. However, in this reform, there’s the formation of acetaldehyde and carbon monoxide. Both of them are contaminants from fuel cells. Therefore, a study is needed to eliminate the formation of these intermediate products in the ethanol steam reform that does not compromise the efficiency of the cells. Thus, a thermodynamic study was made, and through it, was possible to verify that acetaldehyde is a mostly kinetic product, due to in its analyses, was noticed its formation in negligible amounts. The best reaction conditions determined to obtain the lowest concentration of acetaldehyde in the reaction of ethanol steam reform is at temperature of 700°C and with excess water, in a ratio ethanol: water of 1: 9
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2132
Appears in Collections:TGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC.GABRIELA_E_PAULA.pdf2.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.