Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21383
Title: Reorganização política nortenha: o processo de formação do Reino das Astúrias (dos séculos VIII ao X)
Authors: Oliveira, Bruno de Melo
metadata.dc.contributor.advisor: Bastos, Mário Jorge da Motta
metadata.dc.contributor.advisorco: Barreto, Lívia Lindóia Paes
Issue Date: 2010
Abstract: A intenção central desta pesquisa é analisar a constituição do Reino das Astúrias entre os anos 711 e 910, identificando sua estruturação enquanto entidade político-territorial surgida após a fragmentação do Reino Visigodo de Toledo. Intentaremos constatar que o reino nortenho não foi tão somente a continuidade da realidade precedente, nem tampouco uma ruptura radical, mas algo que conjugou tradição e renovação política. Para isto, concentramo-nos nos primeiros passos do nascente reino e na identificação da relação entre a sua monarquia e setores aristocráticos laicos e religiosos, grupos que cooperavam imediatamente com as ações perpetradas pelos jovens reis asturianos ou que resistiam aos desígnios destes. Além destas referências contidas no interior do território que veio a pertencer aos soberanos asturianos, agregamos ainda um fator de não pouca importância: a pressão exercida pelos exércitos emirais. Portanto, a interação de elementos internos e externos delimitou também a construção política nortenha. Trabalhando com fontes narrativas latinas e muçulmanas, documentação notarial e epigráfica, procuramos rastrear as transformações, desde a revolta de Pelágio, em 718, até o final do reinado de Afonso III, em 910.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21383
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons