Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2157
Title: Simulação do processo de produção do estireno a partir da desidrogenação do etilbenzeno
Authors: Romero, Gabriel Rodrigues
Duarte, Matheus Campos
metadata.dc.contributor.advisor: Araujo, João Felipe Mitre de
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Hugo Alvarenga
Santos, Lizandro de Sousa
Issue Date: 26-Aug-2016
Abstract: O estireno é o quarto maior monômero em produção em larga escala, sendo produzidas cerca de 27 milhões de toneladas deste monômero em 2010. Tal importância é explicada devido à gama de aplicações que o estireno possui, como na fabricação de resinas, borrachas e adesivos, além de ser matéria prima para a produção do poliestireno. Diante deste cenário, torna-se importante conhecer o comportamento ideal do processo. Este trabalho tem o intuito de analisar as respostas de uma planta de produção de estireno a fim de realizar uma análise de sensibilidade quando se variam a pressão de entrada da planta, a vazão de água injetada, a razão de reciclo e a temperatura de entrada no primeiro grupo de reatores. Para isso, foi realizada uma simulação no software UNISIM®. A partir da simulação citada, os parâmetros foram variados individualmente e as variáveis consideradas para avaliação dos resultados foram a conversão da reação no sistema, a temperatura em pontos chaves do processo, a energia consumida pelo sistema, a vazão de produto, a vazão de produtos secundários e quantidade de reagente perdida. Os resultados mostraram que o aumento da vazão da injeção de água e da pressão de entrada resulta em uma maior conversão e um maior custo energético, o aumento da purga do reagente recuperado acarreta em menor conversão e um menor gasto energético e o aumento temperatura de entrada no primeiro grupo de reatores leva a um aumento da conversão e uma temperatura mais alta chega a ser um ponto de menor consumo energético
metadata.dc.description.abstractother: Styrene is the fourth largest monomer produced on an industrial scale, with an overall production of 27 million tons in 2010. Its usage in resin, rubber and adhesives fabrication justifies its large demand. Styrene is also the basic material in polystyrene production. Given this scenario, it becomes important to know the optimal behavior for styrene production. The goal of this paper is to analyze the outputs of a styrene plant; therefore, a sensitivity analysis can be done as inlet pressure, injected water flow rate, recycle ratio and inlet temperature in the first group of reactors are varied. To reach this purpose, simulation was performed using UNISIM®. All of the parameters cited above were varied individually and the output variables that were considered for analysis were overall conversion, temperature, consumed energy, product flow rate and amount of lost reactant. The results proved that the increase of water injection flow rate and inlet pressure leads to a higher conversion and energy cost, whereas increasing the purge of recovered reactant leads to a lower conversion and energy cost. Furthermore, increasing the temperature of the first group of reactors inlet also led to higher conversion and the higher temperatures could also be correlated to lower energy cost
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2157
Appears in Collections:TGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Gabriel e Matheus.pdf12.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.