Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21713
Title: Jornalismo em rede: a blogosfera progressista como ecossistema midiático
Authors: Carvalho, Eleonora de Magalhães
metadata.dc.contributor.advisor: Albuquerque, Afonso de
metadata.dc.contributor.members: Roxo, Marco
Aldé, Alessandra
Prudêncio, Kelly
Leal, Paulo Roberto
Issue Date: 2017
Citation: Carvalho, Eleonora de Magalhães. Jornalismo em rede: a blogosfera progressista como ecossistema midiático. 260f. 2017. Tese (Doutorado em Comunicação)- Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), 2017.
Abstract: A presente pesquisa estuda a formação e o desenvolvimento de um espaço alternativo de comunicação, a Blogosfera Progressista Brasileira, um movimento que agrega um conjunto heterogêneo de agentes e evidencia traços de institucionalização. A tese demonstra que é a ação coletiva de seus integrantes que transforma “blogs de política”, a maioria de baixa relevância se olhados isoladamente, em ecossistema midiático que tem se firmado, nos últimos anos, enquanto projeto viável de jornalismo político, alternativo à mídia mainstream. Além da contextualização, o trabalho mapeia e busca compreender esses novos meios por onde o fenômeno progressista se manifesta na internet a partir de estratégias tradicionais conjugadas ao uso de novas tecnologias, tendo como foco central o jornalismo e as relações que este estabeleceu com diferentes experiências ao longo das últimas décadas, em especial a militância política e social. A tese propõe que o movimento Blogosfera Progressista se apresenta, no Brasil, como novo campo para o exercício do jornalismo que se desenvolveu na rede (web) e conseguiu ser, de fato, implementado em um projeto de imprensa alternativa compartilhado via rede por jornalistas, ativistas e intelectuais. A pesquisa demonstra, ainda, que a democratização midiática no país permanece um problema e, no que tange à desconcentração das verbas de financiamento público durante os governos petistas, estas administrações não foram ativas no enfrentamento da questão. No Brasil de 2017, passado um longo período de expansão, a Blogosfera Progressista enfrenta um momento adverso simultaneamente à sua consolidação enquanto forma de resistência, não apenas midiática, como também política.
metadata.dc.description.abstractother: The present research studies the formation and development of an alternative space of communication, a Brazilian Progressive Blogosphere, a movement that aggregates a heterogeneous set of agents and shows traces of institutionalization. The thesis demonstrates that the collective action of its members is what transforms "politics blogs", the majority of low relevance if looked at separately, in a media ecosystem – formed by blogs,websites and, most recently, pages and profiles in social networks - that has been established in recent years as a viable project of political journalism, alternative to the mainstream media. In addition to the contextualisation, the work maps and tries to understand the new ways through which the progressive phenomenon manifests itself on the internet from traditional strategies combined with the use of new technologies, having as central focus the journalism and the relations it established with different experiences, over the last decades, especially the political and social militancy. The thesis proposes that the Progressive Blogosphere movement presents itself in Brazil as a new field for the exercise of journalism that was developed in the web and managed to be, in fact, implemented an alternative press project shared by journalists, activists and intellectuals through a network. The research also demonstrates that the media democratization in the country remains a problem and, in reference of the deconcentration of public funding during the PT governments, they were not active in confronting the issue.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21713
Appears in Collections:PPGCOM - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_doutorado_2017_eleonora_de_magalhaes.pdf10.03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons