Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21941
Title: Análise dos riscos presentes na atividade de trabalho dos entregadores por aplicativos de empresas-plataforma
Authors: Santos, Ravena Portugal dos
metadata.dc.contributor.advisor: Alvarez, Denise
metadata.dc.contributor.members: Andrade, Emmanuel Paiva de
Neves, Júlio César Bispo
Issue Date: 2021
Citation: SANTOS, Ravena Portugal dos. Análise dos riscos presentes na atividade de trabalho dos entregadores por aplicativos de empresas-plataforma. 2021. 57f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Produção) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2021.
Abstract: O novo modelo de negócios, fenômeno conhecido como “uberização”, configura-se em uma reestruturação da organização do trabalho que têm trazido precarização em escala global e em ritmo acelerado. As empresas-plataformas se ausentam das suas responsabilidades como empregadoras, sem criar vínculo trabalhista, mas empregam medidas explícitas de controle verificadas nos termos de uso e em processos judiciais, como demonstram as entrevistas e as notícias analisadas no estudo. Esse novo modelo de negócios, que cresceu cinco vezes ao longo da última década, e parece ser uma tendência nos mundos do trabalho, ganha força através do uso de ferramentas digitais que não estão sujeitas à regulação protetiva do Estado. Estuda- se esse fenômeno à luz das áreas da ergonomia e da saúde e segurança no trabalho, se buscando identificar os riscos ocupacionais e suas possíveis consequências para a saúde dos entregadores nas situações de trabalho, que foram acentuadas com a pandemia da Covid-19. Assim, o objetivo do estudo é elencar os referidos riscos presentes nesse tipo de trabalho por aplicativos, dando destaque aos riscos ergonômicos e psicossociais. Os resultados confirmam a multiplicidade de riscos envolvidos na atividade dos entregadores que impactam sua saúde e evidenciam uma nova forma de subordinação através da gestão por algoritmos.
metadata.dc.description.abstractother: The new business model, a phenomenon known as “uberization”, is envisaged as a restructuring of the work organization that has brought precariousness on a global scale and at a fast pace. Platform companies are absent from their responsibilities as employers by not creating a labor relationship while making use of explicit control measures verified in terms of use and in judicial processes, as shown by the interviews and news analyzed in the study. This new business model, which grew over five times in the last decade and seems to be a trend in the world of labor, gains strength through the use of digital tools that are not subjected to the protective regulation of the State. This phenomenon is studied in the light on the areas of ergonomics, and health and safety at work, seeking to identify occupational risks and their possible consequences for the health of couriers in work situations, that were accentuated by the Covid-19 pandemic. Thus, the objective of the study is to list the aforementioned risks present in this category of work through apps, giving emphasis on ergonomic and psychosocial risks. The results confirm the multiplicity of risks involved in the activity of couriers that impact their health and show a new way of subordination through management by algorithms.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21941
Appears in Collections:TEP - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Projeto Final II - Ravena Portugal.pdf814.95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons