Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2251
Title: Implementação de um sistema de conciliação de medicamentos em um hospital universitário no município de Campos dos Goytacazes - RJ
Authors: Ferreira, Carlos Eduardo Faria
metadata.dc.contributor.advisor: Castilho, Selma Rodrigues de
metadata.dc.contributor.members: Elias, Sabrina Calil
Dellamora, Elisangela da Costa Lima
Issue Date: 19-Sep-2016
Abstract: Estudos relativos à prevenção dos erros de medicação são fundamentais para contribuir com a segurança dos pacientes no ambiente hospitalar. Uma importante ferramenta para se evitar possíveis erros de medicação e que danos acometam o paciente é o serviço de conciliação medicamentosa. Trata-se de um serviço que permite comparar os medicamentos usados pelos pacientes previamente à internação com os medicamentos prescritos no âmbito hospitalar. Objetivo: Descrever e analisar as melhorias na racionalização da farmacoterapia de pacientes da clínica médica através da implantação da conciliação medicamentosa na prevenção de possíveis erros de medicação. Métodos: Trata-se de um estudo longitudinal prospectivo envolvendo os pacientes em tratamento atendidos no setor de Clínica Médica em um Hospital de alta complexidade situado no município de Campos dos Goytacazes (Rio de Janeiro). A coleta de dados foi realizada por 90 (noventa) dias entre os meses de Março a Junho de 2015. Foram acompanhados 189 pacientes, 93 (49,20%) eram do sexo masculino e 96 (50,8%) do sexo feminino com média de idade de 62,1 anos e tempo médio de internação de 11,33 dias. Foram realizadas 879 visitas e identificados 206 erros de medicação. Dos erros de medicação identificados (175: 84,95%), estava relacionada à omissão de medicamentos, (5: 2,43%) à dose incorreta prescrita e (26: 12,62%) relacionados a erros na admissão. Quanto à aceitação pela equipe clínica, em 93,75% dos casos a intervenção foi aceita. É relevante a conciliação medicamentosa na prevenção de erros de medicação e eventos adversos, pois a maioria das discrepâncias encontradas, e as intervenções, estão relacionadas à omissão de medicamentos. A entrevista realizada pelo farmacêutico consegue resgatar importantes informações quanto ao uso de medicamentos, principalmente dentro das primeiras 24h após admissão, para que os erros possam ser reduzidos ou corrigidos previamente aos danos ao paciente.
metadata.dc.description.abstractother: Studies concerning the prevention of medication errors are fundamental to contribute to patient safety in the hospital environment. An important tool to avoid potential medication errors and damage affects the patient is the drug of conciliation service. It is a service that allows you to compare the drugs used by patients prior to hospital with prescription drugs in hospitals. Objective: To describe and analyze the improvements in streamlining the medical clinic patients pharmacotherapy through the implementation of medication reconciliation to prevent possible medication errors. Methods: This was a prospective longitudinal study involving patients in treatment treated at the Medical Clinic industry in a high complexity hospital located in the municipality of Campos dos Goytacazes (Rio de Janeiro). Data collection was performed by ninety (90) days between the months of March to June 2015 were followed up 189 patients, 93 (49.20%) were male and 96 (50.8%) were female with mean age of 62.1 years and average length of stay of 11.33 days. 879 visits and identified 206 medication errors were made. The identified medication errors (175: 84.95%) was related to the omission of medications (5: 2.43%) at the prescribed dose and incorrect (26: 12.62%) related to errors in the admission. As the acceptance by the clinical team, in 93.75% of cases the intervention was accepted. It is relevant to medication reconciliation to prevent medication errors and adverse events, as most of the discrepancies found, and the interventions are related to the omission of drugs. The interview conducted by the pharmacist can retrieve important information about the use of drugs, especially within the first 24 hours after admission, so that errors can be reduced or corrected prior to the damage to the patient.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2251
Appears in Collections:PPG-CAPS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carlos farias.PDF2.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.