Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/22518
Title: Serras de Ibiapaba: de aldeia à vila de índios: vassalagem e identidade no Ceará colonial - século XVIII
Authors: Maia, Lígio José de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Almeida, Maria Regina Celestino de
metadata.dc.contributor.members: Funes, Eurípedes Antônio
Monteiro, John Manuel
Oliveira Filho, João Pacheco de
Soares, Mariza de Carvalho
Issue Date: 2010
Citation: MAIA, Lígio José de Oliveira. Serras de Ibiapaba: de aldeia à vila de índios: vassalagem e identidade no Ceará colonial -século XVIII. 2010. 409f. Tese (Doutorado em História)- Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: Esta tese visa refletir sobre as mudanças históricas pelas quais passaram os grupos indígenas nas Serras de Ibiapaba (CE), ao longo do século XVIII, procurando entendê-las também a partir da perspectiva dos índios. Sob os efeitos das legislações indigenistas abrangentes como o Regimento das Missões (1686) e o Diretório pombalino (1757), houve mudanças da maior importância, especialmente, na forma de governo dos índios aldeados: entre 1700-1759, com governo dos jesuítas na aldeia de Nossa Senhora da Assunção, também chamada "aldeia de Ibiapaba"; e a partir de 1759, com a elevação da antiga aldeia à categoria de Vila Viçosa Real, então, sob administração laica (com diretor e câmara local) e direção espiritual de padres seculares. Todo esse processo contou com a participação dos grupos indígenas, particularmente de suas lideranças. O objetivo da tese, por conseguinte, é compreender a ação indígena em diferentes contextos históricos setecentistas demonstrando que, mesmo na condição de dominação, eles buscaram diante das incertezas participar dos meandros do Antigo Regime, como índios aldeados e vassalos d’El Rei.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/22518
Appears in Collections:PPGH - Teses - Niterói



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons