Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2301
Title: Análise microestrutural e de resistência à corrosão de aço inoxidável ferrítico AISI 430
Authors: Vieira, Franco Barese Espala
metadata.dc.contributor.advisor: Tavares, Sérgio Souto Maior
metadata.dc.contributor.members: Pardal, Juan Manuel
Schmitt, Vanessa Milhomem
Martins, Tabatta Regina de Brito
Issue Date: 3-Oct-2016
Abstract: Os aços inoxidáveis ferríticos são amplamente utilizados na indústria e no cotidiano por sua característica de excelente resistência à corrosão atmosférica obtida a baixo custo, assim como suas propriedades mecânicas comparáveis aos aços carbono. As ligas inoxidáveis ferríticas, porém, são suscetíveis à algumas formas de corrosão localizada, sendo a principal delas a corrosão intergranular. Esta forma de corrosão ocorre devido ao fenômeno de sensitização que consiste na formação de zonas com diferentes teores de cromo no aço. A sensitização ocorre devido precipitação de cromo ou formação de uma segunda fase (martensita) no contorno de grão ferrítico, gerados quando o aço é exposto em altas temperaturas. Neste contexto, encontram-se as dificuldades na soldabilidade dos aços inoxidáveis ferríticos. Diante disso, serão analisadas as alterações microestruturais geradas pela soldagem no AISI 430, assim como os efeitos dos tratamentos térmicos pós soldagem (TIPS) na resistência à corrosão.
metadata.dc.description.abstractother: Ferritic stainless steels are widely used in industry and everyday life for its excelente resistance to atmospheric corrosion obtained at low cost, as well as it’s mechanical properties comparable to carbon steels. The ferritic stainless alloys, however, are susceptible to some forrns of localized corrosion, the main one being the intergranular corrosion. This type of corrosion occurs due to sensitization phenomena consisting in the forrnation of areas with different leveis of chromiurn in the steel. The sensitization occurs due to chromiurn precipitation or forrnation of a second phase (martensite) in the ferritic grain boundary, generated when the steel is exposed to high temperatures. In this context, there are difficulties in weldability of ferritic stainless steels. Thus, the microstructural changes generated by welding in AISI 430 will be analyzed, as well as the effects of post weld heat treatment (PWHT) in corrosion resistance.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2301
Appears in Collections:TGM - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
francovieira1.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.