Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2350
Title: Efeito da suplementação com probióticos sobre o pH fecal de pacientes em hemodiálise
Authors: Claudino, Mariana Moreira
metadata.dc.contributor.advisor: Mafra, Denise
metadata.dc.contributor.advisorco: Borges, Natália Alvarenga
metadata.dc.contributor.members: Custódio, Sílvia
Anjos, Juliana Saraiva
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: INTRODUÇÃO: A microbiota intestinal desempenha importante papel na proteção à invasão de patógenos, além de ser responsável pelo controle do pH intestinal, fundamental para a manutenção da saúde. Pacientes com doença renal crônica (DRC) comumente apresentam disbiose e, a modulação da microbiota com uso de probióticos poderia beneficiar esses pacientes. OBJETIVO: Avaliar o efeito da suplementação com probióticos sobre o pH fecal de pacientes renais crônicos em hemodiálise (HD). MÉTODOS: Nesse estudo randomizado, duplo cego, com placebo, 46 pacientes com DRC em HD foram recrutados para receber suplementação com probióticos (Streptococcus thermophilus, Lactobacillus acidophilus, Bifidobacteria longum) ou placebo durante 3 meses. Amostras de fezes foram colhidas e analisado o pH fecal antes e após a suplementação. Foram avaliados também os níveis de marcadores inflamatórios, exames bioquímicos, ingestão alimentar e antropometria. RESULTADOS: Após suplementação com probiótico, houve redução significativa do pH fecal (de 7,2 ± 0,8 para 6,7 ± 0,7) e aumento nos níveis de ureia (de 146,3 ± 41,4 para 173,0 ± 48,8 mg/dL), o que não foi observado no grupo placebo. Não houve diferença significativa na ingestão de energia e proteína entre os grupos. CONCLUSÃO: O presente estudo sugere que a suplementação com probióticos pode reduzir os níveis de pH fecal dos pacientes em HD, podendo ser benéfica, uma vez que ambientes mais ácidos estão possivelmente associados a uma menor geração de toxinas urêmicas. Mais estudos são necessários para investigar outros efeitos da suplementação com probióticos nesses pacientes.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The gut microbiota plays an important role in protecting the host, including controlling the intestinal pH. Chronic kidney disease (CKD) patients often present dysbiosis and, modulation of the gut microbiota could be a good strategy to diminish this dysbiosis. OBJECTIVE: To evaluate the effect of probiotic supplementation on fecal pH in CKD patients on hemodialysis (HD). METHODS: In this randomized, double-blind, placebo, 46 CKD patients on HD were recruited to receive supplementation with probiotics (Streptococcus thermophilus, Lactobacillus acidophilus, Bifidobacteria longum) or placebo for 3 months. Stool specimens were collected and analyzed before and after supplementation. Inflammatory markers plasma levels, biochemical tests, as well as food intake and anthropometry were also evaluated. RESULTS: After probiotic supplementation, there was significant reduction in fecal pH (7.2 ± 0.8 to 6.7 ± 0.7) and increase in urea plasma levels (146.3 ± 41.4 to 173.0 ± 48,8 mg/dL), which was not observed in the placebo group. There was no significant difference in energy intake and protein in both groups. CONCLUSION: The present study suggests that supplementation with probiotics can reduce fecal pH levels in HD patients, and may be beneficial, since more acidic environments are possibly associated with a lower generation of uremic toxins. More studies are needed to investigate other effects of probiotic supplementation in these patients.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2350
Appears in Collections:MGN - Trabalho de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeito da suplementação com probióticos sobre o pH fecal de pacientes em hemodiálise.pdf453.26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.