Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2381
Title: O itinerário terapêutico da família da criança com câncer: contribuições da enfermagem
Authors: Lima, Bruna da Conceição de
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Liliane Faria da
metadata.dc.contributor.advisorco: Góes, Fernanda Garcia Bezerra
metadata.dc.contributor.members: Góes, Fernanda Garcia Bezerra
Diniz, Maria Estela Diniz
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Lima, Bruna da Conceição de. O itinerário terapêutico da família da criança com câncer: contribuições da enfermagem. 2016. 72 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem e Licenciatura)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016
Abstract: O itinerário terapêutico da família da criança com câncer dos primeiros sintomas até o tratamento foi o objeto de investigação desta pesquisa, com os objetivos de conhecer o itinerário terapêutico da família da criança com câncer, desde os primeiros sintomas, até o atendimento em um serviço de saúde especializado e discutir o papel do Enfermeiro no itinerário terapêutico da família da criança com câncer. Para alcançar os objetivos propostos optou-se pela pesquisa descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa. O cenário foi o ambulatório de quimioterapia de um hospital federal pediátrico, no município do Rio de Janeiro. Os participantes foram 12 familiares de crianças em tratamento quimioterápico antineoplásico. A coleta de dados se deu por entrevista semiestruturada realizada no mês de maço, abril e maio de 2016. As falas dos participantes foram transcritas na íntegra e analisadas através da análise temática. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa, com o protocolo número 1.392.303. Os resultados da pesquisa apontaram que o itinerário terapêutico da família da criança com câncer, se inicia na observação dos primeiros sinais e sintomas da doença, que podem ser objetivos ou subjetivos, a partir daí, a família toma decisões que influenciam no tempo para definição do diagnóstico, tais como a automedicação, o tratamento caseiro e a busca por atendimento nos serviços públicos e privados. O estudo apontou também que a maioria dos familiares optou por buscar ajuda no serviço privado, mas a resolução do problema se deu através do serviço público, como também o tratamento da neoplasia e a importância do profissional enfermeiro neste processo, que deverá ser capaz de criar ações para a população na unidade básica, orientando, educando, criando vínculo. Conclui-se que é importante conhecer este caminho, a fim de que se possa identificar o que leva a demora em definir o diagnóstico, elaborando formas da família não se perder nessa busca, garantindo um diagnóstico precoce o bom prognóstico
metadata.dc.description.abstractother: Therapeutic itinerary of the family of the child with cancer of the first symptoms to treatment was the subject of investigation of this research, aiming to understand the therapeutic itinerary of the family of the child with cancer, from the first symptoms to the service in a service specialized health and discuss the role of the nurse in the therapeutic itinerary of the family of the child with cancer. To achieve the proposed objectives was chosen descriptive and exploratory research with a qualitative approach. The scenario was the chemotherapy clinic of a pediatric federal hospital in the city of Rio de Janeiro. Participants were 12 families of children undergoing chemotherapy antineoplastic treatment. The data collection was carried out by semi-structured interview in the month of packet, April and May 2016. The speeches of the participants were fully transcribed and analyzed using thematic analysis. The study was approved by the Research Ethics Committee, with the number 1,392,303 protocol. The survey results showed that the therapeutic itinerary of the family of the child with cancer, starts in the observation of the early signs and symptoms of the disease, which can be objective or subjective, from there, the family makes decisions that influence the time to define the diagnosis, such as self-medication, home treatment and the search for care in public and private services. The study also found that most families chose to seek help in the private service, but the resolution of the problem was through the public service, as well as the treatment of cancer and the importance of the professional nurse in this process, to be able to create actions for the population in the basic unit, guiding, educating, creating link. In conclusion, it is important to know this way, so that we can identify what leads to delay in defining the diagnosis, developing family forms do not get lost in this quest, ensuring early diagnosis good prognosis
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2381
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bruna da Conceição de Lima.pdf830.29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.