Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2459
Title: Narrativas únicas de vida: pessoas vivendo em situação de sorodiscordância frente ao desejo de reprodução
Authors: Viana, Renata Brum
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos
metadata.dc.contributor.members: Santos, Rosângela da Silva
Andrade, Marilda
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Viana, Renata Brum. Narrativas únicas de vida: pessoas vivendo em situação de sorodiscordância frente ao desejo de reprodução. 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2015
Abstract: Este estudo pretendeu conhecer e analisar a história de vida de casais sorodiscordantes para o HIV frente ao desejo de reprodução. Desta forma , nossos objetivos nesta pesquisa foram: Identificar quais os sentimentos que emergem em pessoas em situação de sorodiscordância para o HIV frente ao desejo de reprodução; Analisar o desejo de reprodução das pessoas em situação de sorodiscordância para o HIV; Discutir o conhecimento das pessoas em situação de sorodiscordância para o HIV sobre os métodos reprodutivos. A metodologia utilizada neste estudo foi uma pesquisa qualitativa, descritiva, usando a técnica de história de vida, onde o entrevistado foi convidado a contar sua história a partir de uma questão norteadora. Os entrevistados foram estimulados a falarem o que viesse à sua mente, como resposta à questão norteadora. O cenário foi um ambulatório de HIV/AIDS de um Hospital Universitário do Estado do Rio de Janeiro. Os sujeitos foram pacientes do ambulatório, a maioria frequentadora de um grupo ,com reuniões realizadas quinzenalmente pela enfermeira do setor. Foram entrevistados 19 pacientes. As entrevistas foram realizadas individualmente, na sala onde o grupo acontecia, gravadas em MP4 e depois transcritas na íntegra. Para análise e discussão dos conteúdos duas categorias foram construídas. Na primeira categoria aparecem os depoimentos e discussão sobre a gestação, o desejo de ter ou não ter filhos. Na segunda categoria os depoimentos sobre as técnicas reprodutivas e os direitos reprodutivos dos casais sorodiscordantes foram agrupados e discutidos. Através do estudo a autora pode observar que a formação de novos casais sorodiscordantes vem aumentando , juntamente com a cronicidade da doença , com a potencialidade do aumento da expectativa e da qualidade de vida que os portadores do vírus passaram a ter, após o advento dos tratamentos antiretrovirais. Estes casais, em sua maioria em idade reprodutiva, verbalizam seu desejo de reprodução,. E entendem que o atendimento a esse desejo seja possível . Entretanto, diante do HIV, compreendem esse processo de forma complexa principalmente para o psicológico e para o social. Dificuldades com as relações familiares, com amigos, e com revelação ou não de sua soropositividade para o parceiro é frequente, e remetem à persistência do estigma da doença. A dificuldade com o uso da camisinha, método contraceptivo e de barreira ao avanço do vírus, também aparece. Os profissionais de saúde, por falta de capacidade técnica apropriada, têm dificuldade em lidar com as questões relacionadas a sexualidade e, consequentemente, de construir em conjunto com os usuários formas de negociação e erotização do preservativo, que podem tornar seu uso mais frequente, prazeroso e eficaz. O diálogo deve ser horizontal, buscando conhecer as necessidades e dificuldades dos casais, para que as informações sejam fornecidas de maneira clara e precisa. Nos últimos anos, o Brasil foi um dos países com maior número de novos casos de infectados pelo HIV. O país apresenta cenário epidemiológico semelhante ao do resto do mundo, no qual aproximadamente 80% das pessoas com HIV estão em idade reprodutiva. Mesmo assim há dificuldades em encontrar literatura sobre o assunto, principalmente em português, pois pouco se produz sobre o tema no Brasil. Esta pesquisa pretende contribuir para construção desse conhecimento, discutindo o desejo de reprodução entre casais sorodiscordantes para o HIV.
metadata.dc.description.abstractother: This study sought to understand and analyze the life history of serodiscordant couples facing the desire to reproduce. Thus, our goals in this research were: Identifying the feelings that emerge in people suffering from HIV serodiscordance who desire to reproduce; Analyzing the desire to reproduce of serodiscordant people; Discussing the knowledge of people who suffer from HIV serodiscordance about reproductive methods. The methodology used in this study was a qualitative, descriptive research, using the life history technique, where the respondent was asked to tell their story after a guiding question. Those interviewed were encouraged to talk about whatever came to mind, in response to the guiding question. The setting was an outpatient unit for HIV / AIDS at the University Hospital of the State of Rio de Janeiro. The subjects were outpatients, the majority attending a group, with fortnightly meetings held by the sector's nurse. 19 patients were interviewed. The interviews were conducted individually, in the room where the group gathered, recorded in MP4 and then transcribed verbatim. For analysis and discussion of the content, two categories were constructed. In the first category, there is the testimonies and discussions about pregnancy and the desire to have or not have children. In the second category, the testimonies on reproductive techniques and reproductive rights of serodiscordant couples were grouped together and discussed. Through the study the author can observe that the number of new serodiscordant couples is increasing along with the chronic nature of the disease, with the potential of increasing life espectancy and life quality that carriers of the virus have been given after the advent of antiretroviral treatments. These couples, mostly of reproductive age, verbalize their desire to reproduce. And understand that the fulfillment of this desire is possible. However, in the face of HIV, have a complex understanding of the process, especially considering the psychological and social aspects. Difficulties with family relationships, with friends, and with or without revealing their HIV positive status to the partner is common, and refer to the persistence of the stigma of the disease. The difficulty with the use of condoms, a contraceptive method and barrier to the advance of the virus, also appears. Health professionals, due to lack of appropriate technical capabilities, have difficulty in dealing with issues related to sexuality and, consequently, in building together with the users forms of negotiation and eroticization of condoms, which can make its use more frequent, enjoyable and effective. The dialogue should be horizontal, seeking to know the needs and difficulties of couples, so that the information is provided in a clear and precise manner. In recent years, Brazil was one of the countries with the highest number of new incidences of HIV. The country features an epidemiological situation similar to the rest of the world, in which approximately 80% of people with HIV are of reproductive age. Yet it is difficult to find literature on the subject, especially in Portuguese, for little is written about the subject in Brazil. This research aims to contribute in building this knowledge, discussing the desire of reproduction among serodiscordant couples.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2459
Appears in Collections:PACCS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renata Brum Viana.pdf2.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.