Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2526
Title: Evidências sobre os fatores de risco associados à osteoporose e seu reflexo no cuidado de enfermagem: revisão bibliográfica
Authors: Gonçalves, Samara Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Silvino, Zenith Rosa
metadata.dc.contributor.members: Corrêa, Terezinha de Jesus Sirotheau
Rocha, Raí Moreira
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Gonçalves, Samara Oliveira. Evidências sobre os fatores de risco associados à osteoporose e seu reflexo no cuidado de enfermagem: revisão bibliográfica. 2016. 72 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Enfermagem e Licenciatura)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016
Abstract: A osteoporose atualmente é considerada um sério problema de saúde pública no mundo, sendo importante a atuação qualificada pela enfermagem no atendimento a estes pacientes. Diante disso, torna-se fundamental que o enfermeiro identifique precocemente os fatores de risco para a osteoporose e saiba as repercussões desta morbidade na qualidade de vida (QV) do indivíduo, com o intuito de estabelecer ações de enfermagem preventivas para a doença, devido a grande carga física psicossocial e econômica que tal patologia acarreta. Para isto foi estabelecido como objeto de estudo os fatores de risco para o desenvolvimento da osteoporose. O objetivo geral deste trabalho é discutir as ações para o cuidado de enfermagem na prevenção da osteoporose tendo em vista a QV do indivíduo. Tem como objetivos específicos: identificar os fatores de risco para o desenvolvimento da osteoporose; descrever causas que geram a osteoporose e suas repercussões na QV do indivíduo; e elencar ações de cuidado de enfermagem para a prevenção da osteoporose tendo em vista a QV do indivíduo. Metodologia: realizou-se uma revisão bibliográfica a partir da seleção de artigos publicados na Biblioteca Virtual em Saúde, através de buscas nas bases de dados: LILACS, MEDLINE, IBECS E BDENF, com os seguintes descritores: osteoporose; fatores de risco; e enfermagem, nos idiomas português e espanhol, com recorte temporal entre 2010 e 2015. A amostra final conteve 13 artigos que atenderam aos critérios de inclusão. Resultados: o material foi organizado em duas classes, sendo elas denominadas: Classe I. Fatores de Risco e Causas para o Desenvolvimento da Osteoporose, subdividida em três categorias e Classe II. Ações de Cuidado de Enfermagem para a Prevenção da Osteoporose tendo em vista a Qualidade de Vida do Indivíduo, subdividida em duas categorias. Discussão: os resultados deste estudo apontam maior incidência da osteoporose de acordo com o avançar da idade e no sexo feminino, sendo bem evidenciado em indivíduos com atividade física e estado nutricional, inadequados. As repercussões da doença sobre a QV dos sujeitos com osteoporose associou-se a limitações funcionais que a doença acarreta e transtornos psicológicos que afetam a sua autonomia e participação na sociedade. Observou-se a grande relevância das ações educativas e assistenciais na abordagem ao paciente com risco de desenvolver osteoporose, para a prevenção da doença, devido à possibilidade da identificação de subjetividades de forma humanizada. A partir dos dados obtidos conclui-se que o enfermeiro deve buscar constantemente encorajar a mudança de comportamentos inadequados para a saúde desta clientela, através de uma conscientização contínua e efetiva e que o mesmo esclareça as mulheres sobre as consequências que a menopausa traz para a sua saúde. Sugere-se investimentos em mais produções científicas sobre intervenções para prevenção da osteoporose visando implementações qualificadas de cuidados em saúde de forma singular, devido à escassa produção científica nacional, principalmente de autores enfermeiros
metadata.dc.description.abstractother: Osteoporosis is now considered a serious public health problem in the world. It is important to qualified action by nurses in the care of these patients. Therefore, it is essential that nurses early identify risk factors for osteoporosis and know the effects of this condition on quality of life (QOL) of the individual, in order to establish preventive nursing actions for the disease, due to great psychosocial and economic physical burden that this disease brings. For this was established as an object of study the risk factors for the development of osteoporosis. The aim of this paper is to discuss the actions for nursing care in the prevention of osteoporosis in view of the individual's QoL. Its specific objectives are to identify risk factors for the development of osteoporosis; describe causes that generate osteoporosis and its impact on the individual's QOL; and rank nursing care actions for the prevention of osteoporosis in view of the individual's QOL. Methodology: we conducted a literature review from the selection of articles published in the Virtual Health Library, by searching in the databases: LILACS, MEDLINE, IBECS And BDENF with the following descriptors: osteoporosis; risk factors; and nursing, in Portuguese and Spanish, with time frame between 2010 and 2015. The final sample contained 13 articles that met the inclusion criteria. Results: the material was divided into two classes, which were denominated Class I. Risk Factors and Causes for the Development of Osteoporosis, divided into three categories and Class II. Nursing care actions for the Prevention of Osteoporosis in view of the quality of Individual Life, subdivided into two categories. Discussion: the results of this study indicate a higher incidence of osteoporosis according to the advancing age and females, as well evidenced in individuals with physical activity and nutritional status, inadequate. The repercussions of the disease on the QOL of individuals with osteoporosis was associated with functional limitations that the disease causes and psychological disorders that affect their autonomy and participation in society. There was the great importance of education and care activities in the approach to the patient at risk for osteoporosis, for prevention of disease due to the possibility of subjectivities identification humanized form. From the data obtained it was concluded that nurses must constantly seek to encourage changes in behavior inappropriate to the health of this clientele, through a continuous and effective awareness and that it enlighten women about the consequences that menopause brings to her Cheers. It is suggested more investment in scientific production on interventions for preventing osteoporosis targeting qualified health care implementations in a unique way because of the scarce national scientific production, especially of nurses authors
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2526
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Samara Oliveira Gonçalves.pdf762.85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.